Alerta de enchente em três cidades capixabas após rompimento de barragens da Samarco

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Baixo Guandu, Colatina e Linhares integram um grupo de 15 municípios cortados pelo Rio Doce, que foi inundado por um mar de lama depois do acidente ambiental

O Serviço Geológico do Brasil emitiu um alerta para três cidades capixabas que correm risco de enfrentar enchentes de lama por causa do rompimento de duas barragens da Samarco, em Mariana, região Central Minas Gerais. Baixo Guandu, Colatina e Linhares integram um grupo de 15 municípios cortados pelo Rio Doce, que foi inundado por um mar de lama depois do acidente ambiental.
Equipes técnicas de campo e de escritório do Serviço Geológico do Brasil estarão mobilizadas para acompanhar os níveis do rio Doce neste final de semana.
O início da operação estava previsto para o dia 23 de novembro, mas entrou em caráter de urgência, segundo o órgão, para acompanhar a evolução da onda de cheias provocada pelo rompimento de barragens da Mina Germano, em Mariana – MG.
Os municípios do grupo de risco são: Ponte Nova, Nova Era, Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Tumiritinga, Resplendor, Galiléia, Conselheiro Pena e Aimorés, no Estado de Minas Gerais; e Baixo Guandu, Colatina e Linhares no Estado do Espírito Santo.
Leia o alerta completo
“A partir de hoje, 6 de novembro, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), por meio da Superintendência Regional de Belo Horizonte, antecipa o início da operação 24 horas de monitoramento contínuo do Sistema de Alerta da Bacia do Rio Doce, que abrange diversos municípios do leste de Minas Gerais e do Espírito Santo. O início da operação estava previsto para o dia 23 de novembro, mas entrou em caráter de urgência para acompanhar a evolução da onda de cheias provocada pelo rompimento de barragens da Mina Germano, em Mariana – MG.
Nesse final de semana, equipes técnicas de campo e de escritório estarão mobilizadas para acompanhar o evento ao longo da calha do Rio Doce, monitorando os níveis do rio 24 horas em tempo real.
Os boletins contendo todas as informações monitoradas serão publicados no site do Serviço Geológico do Brasil – www.cprm.gov.br – diariamente e encaminhados às defesas civis do Estado de Minas Gerais, dos municípios afetados e outros órgãos competentes.
O sistema tem como objetivo alertar 15 municípios da bacia quanto ao risco de ocorrência de enchentes. Os municípios são: Ponte Nova, Nova Era, Antônio Dias, Coronel Fabriciano, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Tumiritinga, Resplendor, Galiléia, Conselheiro Pena e Aimorés no Estado de Minas Gerais; e Baixo Guandu, Colatina e Linhares no Estado do Espírito Santo.”
12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *