Bandidos são presos e confessam plano para explodir DPM e delegacia de Boa Esperança no Norte do Estado

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
Lucas, Cherles e os adolescentes costumavam posar com armas
Lucas, Cherles e os adolescentes costumavam posar com armas
Lucas, Cherles e os adolescentes costumavam posar com armas

Integrantes de gangue pretendiam roubar dinamite de pedreira, mas foram presos antes de colocar plano em prática

Uma verdadeira cena de filme movimentou a cidade de Boa Esperança, no Norte do Estado, e chamou a atenção das polícias Civil e Militar. Após uma sequência de crimes, uma quadrilha que luta para dominar o tráfico de drogas da região, confessou à polícia que pretendia explodir o Departamento de Polícia Militar (DPM) e a Delegacia do município de Boa Esperança.

A perseguição aos criminosos começou na quinta-feira (09), após um tiroteio entre a quadrilha e integrantes de gangues rivais que disputam o tráfico de drogas no bairro Vila Tavares, por volta das 20 horas. Nessa troca de tiros, um adolescente de 16 anos e uma jovem de 22 anos foram baleados pela quadrilha.

Após o tiroteio, Lucas Rezende Bino, 19 anos, Cherlles Pereira da Silva, 20 anos, e outros dois adolescentes, um de 16 e outro de 14 anos, todos da mesma gangue, fugiram. No sábado, quando já estavam sendo procurados pelos policiais, eles roubaram um carro, fizeram um motorista de 53 anos refém e seguiram para uma estrada que liga Boa Esperança ao município de Nova Venécia. No meio do caminho, sofreram um acidente, abandonaram o veículo, liberaram o refém e se esconderam em um matagal às margens da estrada.

Durante a fuga, eles deixaram vários objetos pessoais espalhados pela pista, inclusive uma máquina fotográfica com imagens de armas de diversos calibres. Eles permaneceram na mata, na região de Córrego da Areia, até as 23 horas do sábado (11).

Leia mais notícias em Minuto a Minuto

Eles tentaram roubar um outro veículo, um Gol, mas não tiveram sucesso. Irritados, dispararam quatro vezes contra o carro. Um casal e uma criança de um ano de idade estavam no Gol, mas não se feriram. Os policias cercaram o matagal e na madrugada de domingo prenderam os criminosos.

Eles confessaram que tinha roubado o veículo para ir até uma pedreira para pegar explosivos com a intenção de explodir o DPM e a delegacia. O delegado de Boa Esperança, Jeferson Wagner, informou à Rádio CBN que a ação dos criminosos e as reais intenções não intimidam a polícia.

“Como lidamos com isso diariamente, já não nos surpreende mais. Infelizmente a criminalidade cada dia mais cedo inicia nos nossos jovens. Eles não se importam de matar ou morrer, muitos já tem desastres na família, são vítimas de uma sociedade injusta, mas nem por isso deixaram de ser punidos”, afirma.

Segundo os acusados, o motivo alegado para destruir as duas unidades seria pelo fato de que estariam cansados de apanhar dos policiais. O delegado informou não ter conhecimento da acusação de agressão e disse que os trabalhos de combate ao tráfico de drogas na região não cessará.

“O trabalho é intenso na região e por isso eles tem realmente ódio das polícias em Boa Esperança. Ninguém gosta de ser preso, isso é um fato, apanhar da polícia não é do conhecimento nosso, de forma alguma”, afirma.

Lucas e Cherlles foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São mateus, onde vão responder por dupla tentativa de homicído, tentativa de latrocínio, roubo, tráfico de drogas e corrupção de menores. Os adolescentes foram levados para a Unai.

 

Fonte: Rádio CBN Vitória (93,5 FM)

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *