Casagrande diz que vai pedir investimentos urgentes para a BR-262 no ES ao governo federal

0

A estrada, sobretudo na região Serrana capixaba, foi bastante impactada pelas fortes chuvas e mais de 50 barreiras deslizaram.

Luciney Araújo/TV GazetaCasagrande diz que vai pedir investimentos urgentes para a BR-262 no ES ao governo federal

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, disse nesta quinta-feira (21) que vai pedir que o governo federal faça investimentos urgentes na BR-262, mesmo com a possibilidade de concessão da rodovia. A estrada, sobretudo na região Serrana capixaba, foi bastante impactada pelas fortes chuvas e mais de 50 barreiras deslizaram.

Casagrande destacou que os investimentos são importantes para dar mais segurança aos motoristas que trafegam pela estrada diariamente, tento em vista que a rodovia liga o Espírito Santo e Minas Gerais.

Casagrande diz que vai pedir investimentos para a BR-262 no ES ao governo federal

Casagrande diz que vai pedir investimentos para a BR-262 no ES ao governo federal

“Essas chuvas mostraram a fragilidade da BR-262 e nós não podemos esperar pela concessão. Pode até ser feita a concessão, mas é preciso que o governo [federal] faça um investimento público nesta BR para que primeiro a gente dê segurança para quem trafega nessa estrada e ao mesmo tempo condições de tráfego de mais qualidade. Então é preciso primeiro ter um investimento público e depois realizar a concessão”, defendeu o governador.

Até a noite desta quinta, a BR-262 estava totalmente liberada para o trânsito, mas ainda há trechos com risco de deslizamento.

Riscos

Um dos pontos mais críticos fica próximo ao distrito de Santa Isabel, em Domingos Martins, onde há uma rachadura perto de um barranco, local que teve deslizamento na última semana. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) monitora os locais.

Rachadura é monitorada pelo Dnit em barranco acima da BR-262, em Domingos Martins — Foto: Ari Melo/TV Gazeta

Rachadura é monitorada pelo Dnit em barranco acima da BR-262, em Domingos Martins — Foto: Ari Melo/TV Gazeta

“O solo tá saturado, tá muito molhado. Nós continuamos fazendo o monitoramento e qualquer risco de avanço da situação no local, a gente vai ter que intervir fazendo uma contenção parcial para garantir a segurança dos usuários da via”, disse o superintendente do Dnit-ES, Romeu Scheibe Neto.

A situação preocupa também a comunidade próxima, pois na área onde está a rachadura, acima da BR-262, há uma estrada de chão muito usada por produtores rurais.

“A gente tem medo porque dependemos da estrada pra ir fazer feira, levar os nossos produtos até o Ceasa para chegar ao consumidor. Então é uma situação muito difícil. A Defesa Civil veio, olhou na segunda-feira, e falou que o Dnit viria para fazer um paliativo”, explicou o produtor Marcelo, que falou ao vivo no ES1.

A situação preocupa quem precisa passar pelo trecho todos os dias. “Tá perigoso porque a gente vê alguns lugares que correram barreira que tem algumas pedras que ainda podem descer. Se tiver passando algum carro no local na hora, pode ocorrer um sério acidente”, disse o motorista Valdecir Lacerda.

Desde a última quinta-feira (14) até agora, foram registrados 52 deslizamentos na BR-262. O governo federal prometeu que vai realizar obras emergenciais nas encostas.

Mas, se chover, a situação pode piorar. Isso porque o superintendente do Dnit explicou que a obra de contenção das barreiras fica pronta em até 180 dias. Entretanto, por enquanto, não será necessário interditar a BR-262.

Dnit colocou lonas nos três pontos mais críticos, pra evitar que a terra fique ainda mais encharcada e volte a descer — Foto: Luciney Araújo/TV GazetaDnit colocou lonas nos três pontos mais críticos, pra evitar que a terra fique ainda mais encharcada e volte a descer — Foto: Luciney Araújo/TV Gazeta

Dnit colocou lonas nos três pontos ma