Cinco funcionários públicos são presos em operação da Polícia Civil em Ecoporanga

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
27658320_10210623303889253_1141954089_n

Na manhã desta quarta-feira, 31 de janeiro de 2018, foi deflagrada pela Polícia Civil do Espírito Santo a “Operação Miragem” cujo objetivo era desarticular uma organização criminosa formada por funcionários públicos do município de Ecoporanga e liderada por um despachante credenciado do Detran/ES.

Esta organização criminosa especializou-se no desvio de pagamentos de impostos e taxas que deveriam ser recolhidas aos cofres do município, por meio de falsificações de autentificações mecânicas nos documentos de arrecadação municipal(DAM), baixas indevidas no sistema de arrecadação e avaliações abaixo da tabela de imóveis.

As investigações foram realizadas pela Central de inteligência avançada da 14ª DPJ – Delegacia de Polícia Judiciária, situada em Barra de São Francisco e comandada pelo delegadoDr. Juliano Batista, que identificou os servidores públicos do município de Ecoporanga Valter de Arimatéia Lima, Valmir Nunes Cabral, bem como os despachantes que atuam no município ecoporanguense Wesley Moreira e Leonardo Moreira Alves, este último sendo indicado como chefe do esquema fraudulento, componentes da organização criminosa que agia fraudando o fisco do município de Ecoporanga gerando enorme prejuízo aos cofres públicos.

Na “Operação Miragem” foram apreendidos vários materiais na posse de Leonardo Moreira Alves, usados nos processos de transferências de veículos, tais como lacres,tarjetas e placas.

A Polícia Civil também apreendeu duas armas de fogo, munições e documentos.

No curso da Operação também foi identificado a atuação de uma funcionária do Detran/ES, Vanusa dos Santos Ferreira, que atuava facilitando a agilidade o tramite de procedimentos requeridos por Leonardo em troca de recebimento de valores em dinheiro.

As investigações continuam em andamento e a POLÍCIA CIVIL não descarta envolvimentos de mais servidores e contribuintes no esquema.

As investigações estão sendo conduzidas pelo delegado Chefe da 14ª DPJ, Delegacia Regional de Barra de São Francisco Dr. Juliano Batista.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *