Com a faca no pescoço, jovem é feita refém pelo namorado durante duas horas em Cachoeiro

0
683

Pai da menina implorou pela vida dela e convenceu o rapaz a libertar a filha

Uma adolescente de 15 anos foi feita refém por mais de duas horas pelo próprio namorado, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Durante todo este tempo o pai da jovem implorou pela vida da filha e convenceu o rapaz de 17 anos, que estava armado com uma faca, a libertar a menina. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (19). O jovem cometeu o crime inconformado com o fim do relacionamento do casal.

Segundo a Polícia Civil, o rapaz morava há oito meses com a menina na casa dos pais dela. Em outra ocasião, durante uma das constantes agressões, a adolescente, que estava grávida, acabou abortando. “O pai da menina contou que ele sempre contribuiu para que eles tivessem um bom relacionamento e chegou até a arrumar um emprego para ele, mas não ficou trabalhando. Os pais trabalhavaram durante o dia e o casal ficava em casa sozinho. Ele é violento e por diversas vezes a agrediu. À noite, quando os pais dela chegavam, ela se escondia dentro do quarto e sempre negava que estava sendo agredida”, conta o delegado Faustino Antunes.

Adolescente agredida em Cachoeiro – Crédito: Ronaldo Índio/ Foto Leitor
×

Ainda segundo Antunes, insatisfeito com a situação, na tarde desta quarta-feira, o pai pediu para que o adolescente saísse de casa. “Ele bebe, usa droga e já tem passagens pela polícia. Quando o pai pediu para que ele saísse, concordou, mas logo depois pegou uma faca e colocou no pescoço da menina e disse que iria matá-la e o pai em seguida”, diz.

Após duas horas de negociação com o pai, ele soltou a faca. Os três foram para o Pronto Socorro, onde o pai chamou a polícia e o adolescente foi apreendido. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e ameaça.

adolescente_lesionada__1_-1323286
“Foi uma decepção”, diz pai da menina ameaçada

 -O senhor esperava isso dele?

Não. Tinha ele como um filho, não esperava isso dele. Como ele estava desempregado, eu mantinha ele, corria atrás de documentos, o acolhi, coisa que a família dele não fez. Foi uma decepção. Nunca achei que iria acontecer comigo.

– Qual foi o momento mais difícil?

Foi tudo difícil. Ele estava com a faca afiada no pescoço da minha filha e eu tive que me controlar. Ele cortou as mãos dela e disse que depois que cortasse o pescoço dela iria me matar. A gente o tempo todo tentou tranquilizar ele falando palavras de apoio. Peço a Deus que ninguém passe por isso.

– O senhor perdoa ele?

Sim. O perdão tem que existir para tirar a mágoa do coração. É de Deus.

– O que a família vai fazer agora?

Nós vamos mudar de casa, por causa das lembranças ruins dos momentos difíceis que vivemos. Me abalou muito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here