Com a faca no pescoço, jovem é feita refém pelo namorado durante duas horas em Cachoeiro

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
adolescente_lesionada__2_-1323287

Pai da menina implorou pela vida dela e convenceu o rapaz a libertar a filha

Uma adolescente de 15 anos foi feita refém por mais de duas horas pelo próprio namorado, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Durante todo este tempo o pai da jovem implorou pela vida da filha e convenceu o rapaz de 17 anos, que estava armado com uma faca, a libertar a menina. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (19). O jovem cometeu o crime inconformado com o fim do relacionamento do casal.

Segundo a Polícia Civil, o rapaz morava há oito meses com a menina na casa dos pais dela. Em outra ocasião, durante uma das constantes agressões, a adolescente, que estava grávida, acabou abortando. “O pai da menina contou que ele sempre contribuiu para que eles tivessem um bom relacionamento e chegou até a arrumar um emprego para ele, mas não ficou trabalhando. Os pais trabalhavaram durante o dia e o casal ficava em casa sozinho. Ele é violento e por diversas vezes a agrediu. À noite, quando os pais dela chegavam, ela se escondia dentro do quarto e sempre negava que estava sendo agredida”, conta o delegado Faustino Antunes.

Adolescente agredida em Cachoeiro – Crédito: Ronaldo Índio/ Foto Leitor
×

Ainda segundo Antunes, insatisfeito com a situação, na tarde desta quarta-feira, o pai pediu para que o adolescente saísse de casa. “Ele bebe, usa droga e já tem passagens pela polícia. Quando o pai pediu para que ele saísse, concordou, mas logo depois pegou uma faca e colocou no pescoço da menina e disse que iria matá-la e o pai em seguida”, diz.

Após duas horas de negociação com o pai, ele soltou a faca. Os três foram para o Pronto Socorro, onde o pai chamou a polícia e o adolescente foi apreendido. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e ameaça.

adolescente_lesionada__1_-1323286
“Foi uma decepção”, diz pai da menina ameaçada

 -O senhor esperava isso dele?

Não. Tinha ele como um filho, não esperava isso dele. Como ele estava desempregado, eu mantinha ele, corria atrás de documentos, o acolhi, coisa que a família dele não fez. Foi uma decepção. Nunca achei que iria acontecer comigo.

– Qual foi o momento mais difícil?

Foi tudo difícil. Ele estava com a faca afiada no pescoço da minha filha e eu tive que me controlar. Ele cortou as mãos dela e disse que depois que cortasse o pescoço dela iria me matar. A gente o tempo todo tentou tranquilizar ele falando palavras de apoio. Peço a Deus que ninguém passe por isso.

– O senhor perdoa ele?

Sim. O perdão tem que existir para tirar a mágoa do coração. É de Deus.

– O que a família vai fazer agora?

Nós vamos mudar de casa, por causa das lembranças ruins dos momentos difíceis que vivemos. Me abalou muito.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *