Criança de 2 anos é abandonada pela mãe às margens da BR 101, no ES

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
policiais-com-menino-abandonado-pela-mae-em-ponto-de-onibus-e2d3b938958bd21a9296ea4c6a7c8db1

Populares que presenciaram a situação acionaram a polícia e uma viatura foi encaminhada ao local

Policiais com o garoto, que foi levado para um abrigo na Serra. Foto compartilhada via WhatsApp

O avô e o tio do menino de 2 anos abandonado pela mãe em um ponto de ônibus da Serra, na última sexta-feira (18), chegaram ao Estado, na manhã desse sábado (19), para acompanhar o caso. A família é argentina, mora em Itacaré, na Bahia, e espera voltar para casa com a criança e a mãe.

Depois de ir ao Hospital Estadual de Atenção Clínica (antigo Adauto Botelho), em Cariacica, onde a mãe foi hospitalizada, após ser detida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), os familiares compareceram ao Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça (TJ-ES), em Vitória, para requisitar a guarda provisória da criança, que foi acolhida em um abrigo. O menino nasceu na Bahia e o pai mora no Canadá.

A defensora pública Priscila Libório disse que o avô foi orientado a procurar o TJ. “Seria uma guarda provisória e quando chegar ao município onde eles moram, eles vão ter que regularizar a situação”, disse.

aaaaaaamenino_abandonado-5617016

Segundo a defensora, o avô disse que a mãe é muito amorosa e muito cuidadosa com a criança, inclusive eles moram próximos.

Sobre o trâmite da guarda, Priscila Libório disse que, pelo horário, o despacho da Justiça poderia não ficar pronto nesse sábado. O mais provável é que a Justiça só se manifeste sobre o caso nesta segunda (21).

Familiares de outros pacientes disseram que no hospital o avô da criança conversou com médicos.

“Ele chorou muito. Ele disse que a família mora no Brasil há oito anos e a filha nunca apresentou surtos, inclusive ama muito o filho”, relatou uma diarista, 29 anos, que visitava um familiar.

Ela contou ainda que, segundo o avô da criança, a mãe saiu da Bahia e veio para o Estado de carro sem que o restante da família soubesse. “Estão muito abalados. Ele disse que ainda não sabe o que pode ter provocado tudo”, contou.

Quem esteve no setor em que a mãe está internada informou que ela está lúcida e procurou pelo filho. “Ela ficou desesperada, quando percebeu que o filho não estava. Chamou várias vezes por ele e chorou”, disse outra visitante.

Neste domingo, a criança continua em um abrigo.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *