Desafio da Cerveja é a nova onda das redes sociais

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
A princesa da Festa da Uva 2014 Gabrielle Debastiani participou do jogo e deixou o vídeo publicado no Facebook por pouco mais de 11 horas
Foto: Facebook/ Reprodução

Caxienses exibem vídeos nos quais bebem 500ml da bebida em um único gole

A princesa da Festa da Uva 2014 Gabrielle Debastiani participou do jogo e deixou o vídeo publicado no Facebook por pouco mais de 11 horas Foto: Facebook/ Reprodução
A princesa da Festa da Uva 2014 Gabrielle Debastiani participou do jogo e deixou o vídeo publicado no Facebook por pouco mais de 11 horas
Foto: Facebook/ Reprodução

Um vídeo postado por pouco mais de 11 horas no perfil da princesa da Festa da Uva 2014 Gabrielle Debastiani no Facebook ilustra uma competição etílica que vem provocando polêmica no mundo. Assim como Gabrielle, muitas pessoas fizeram vídeos e compartilharam onde aparecem ingerindo 500ml de cerveja em um único gole. O jogo que ganhou as redes sociais se chama Desafio da Cerveja e consiste em ingerir a bebida em pouco tempo e desafiar outros três amigos a participar em 24 horas. Quem não cumprir a aposta deve pagar um fardo de cerveja ao desafiante.

Foi um morador de Florianópolis quem desafiou o analista de processos caxiense Pedro Henrique Teponti, 25 anos. Mas antes de ser incitado e postar o vídeo, no dia 8 de março, ela já ouvira falar do jogo ainda no início do ano por meio de outro amigo que morou em Londres, provando a “universalidade” das apostas.

— Foi mais como uma brincadeira, sem pensar em quem tivesse que me pagar ou se eu precisaria pagar as cerveja. Não me preocupo (com a exposição), como para mim era mesmo uma brincadeira, eu nem pensei por esse lado — explica.

De acordo com a professora de Psicologia da FSG Camila Scheifler Lang, na história das civilizações o ser humano sempre testou os próprios limites. As formas mudam, o comportamento, entretanto, continua sendo ritualístico. O combustível que estimula os jovens a participarem, além da sensação de onipresença inerente a todo adolescente, é  o comportamento de grupo. A maioria entra no desafio simplesmente porque quer fazer parte de um nicho.

— Eles pensam: se eu entrar no rito deste grupo, se eu compactuar dessa ideia, eu faço parte. Eles querem pertencer, nem que seja pertencer ao vazio. E isso é uma característica que, muitas vezes, é uma potência. Se a pessoa não cumprir a aposta, é como se ela não fizesse parte desse nicho social, e isso é muito perigoso. Não dá pra achar que isso é um fenômeno simples — alerta.

Tomar 500ml de cerveja ainda não teve nenhuma repercussão negativa por aqui. Entretanto, a mistura de diversas bebidas associada à quantidade da ingestão provocaram suspeitas de morte em outros países onde o jogo é mais agressivo e chamado de NekNominate.

O coordenador do curso de Medicina da UCS, Asdrúbal Falavigna, atenta para os problemas que a ingestão excessiva de álcool pode desencadear no indivíduo. O grande perigo é que a ingestão aguda e demasiada pode causar coma alcoólico, cujo risco é a falta de oxigenação no cérebro.

— O que fica prejudicada é a oxigenação de células do cérebro e do coração e a circulação cerebral. Muitas vezes, a ingestão excessiva baixa a circulação. A pessoa pode morrer com uma ingestão aguda e exagerada de álcool? Sim, ela pode ter uma parada respiratória e até uma perda do controle pressórico do coração — adverte Falavigna.

O Pioneiro tentou entrar em contato com Gabrielle Debastiani por telefone e via Facebook e não obteve retorno até a tarde desta sexta-feira.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *