Feira Livre de Colatina volta a funcionar aos sábados

0

Portal Colatina em Ação

Colatina está classificada no “Risco Baixo“, conforme o mapa de risco do Governo do Estado. Por isso, a Prefeitura volta com algumas novidades para o colatinense, como a Feira do Produtor de Colatina, por exemplo, que com a pandemia, estava acontecendo desde julho, na sexta-feira, e que voltará a acontecer no seu dia e horário normais, de antes da pandemia, ou seja, no sábado, das 4 às 13 horas.

Vai continuar contando com a participação de todos os 250 feirantes de Colatina e das cidades vizinhas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Semder), as medidas sanitárias continuam as mesmas, também visando evitar a aglomeração.

Ainda haverá a restrição para as pessoas que gostam de ir a Feira encontrar com amigos e aproveitar para comer churrasquinho ou pastel, ou consumir alguma bebida. Elas devem saber que ainda não será desta vez que poderão ir, pois esses locais não estarão funcionando. Ou seja, a venda destes produtos continua proibida.

Feira Livre de Colatina na Praça Sol Poente

O espaçamento entre as barracas está ampliado para evitar aglomeração, favorecer a distribuição dos produtos, e diminuir a circulação das pessoas e melhorar a movimentação. Além disso, todo o trânsito das ruas do entorno é planejado para o conforto de quem circular pela área.

A Vigilância Sanitária Municipal estará presente com sua equipe, visando orientar e esclarecer os feirantes como eles vão fazer o atendimento, principalmente com a venda e a entrega dos produtos, para garantir a total obediência às medidas sanitárias com as regras de higienização e prevenção ao coronavírus.

A orientação para as famílias, é que elas limitem a responsabilidade das compras a apenas uma pessoa, e que só compareça mesmo quem precisa comprar.

Conforme a Prefeitura, o município vem agindo com responsabilidade, e segue fazendo a sua parte com ações e estratégias. Essas ações possibilitam uma maior taxa de isolamento social e um baixo índice de aglomeração, para que possa ter cada vez menos casos confirmados. Principalmente, consiga zerar seus óbitos.