Filho mantém mãe com fome em cárcere privado em Guriri

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
Guriri-Sao-Mateus-Litoral-Capixaba

Uma mulher de 71 anos, identificada pelas iniciais M. P. R., vinha sendo mantida em cárcere privado pelo próprio filho identificado inicial J. C. A. R., de 45 anos. Ela estava passando fome e, o que é pior, o dinheiro da sua aposentadoria era retirado do banco pelo acusado que impedia a mãe de sair de casa e viajar para junto de seus familiares Goiânia, no estado de Goiás.

A denúncia chegou até a Polícia Militar pelo neto da idosa identificado pela inicial C., ele contou que o tio mesmo recebendo o dinheiro da aposentadoria da avó não comprava alimentos para a casa. Eram os vizinhos que forneciam a comida para a aposentada, evitando com isso que morresse de fome, contou o neto.

A denúncia chegou até a PM como sequestro já que o acusado não permitia que a mãe deixasse a casa como pretendia para viajar e buscar o conforto de seus familiares, mas quando os policiais chegaram ao local na Rua 7, Lado Sul de Guriri, constataram que se tratava de cárcere privado.

Ainda na ocorrência da PM a vítima disse que seu filho usava o dinheiro de sua aposentadoria para gastos próprios porque era o único que tinha o seu cartão do banco onde ela recebe. “E era exatamente por isso que meu tio não permitia que minha avó saísse de casa onde vivia o tempo todo trancada”, contou o neto da aposentada.

Diante da situação os envolvidos, a aposentada e o filho foram encaminhados pela PM para a Delegacia da Polícia Civil para que fossem tomadas as providências. Na delegacia o acusado disse que não permitia que a mãe saísse de casa para impedir que o sobrinho que o denunciou se apossasse da aposentadoria e demais bens da mãe dele.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *