Funcionária do Hospital de Barra de São Francisco é transferida com suspeita de dengue hemorrágica

0
195

A denúncia é grave e alarmante sobre a questão da dengue no município de Barra de São Francisco-ES. Depois de confirmados casos de dengue hemorrágica, sendo que um deles vitimou a empresária Maria José Nogueira, irmã do também empresário Ademilton Nogueira na semana passada, o vereador Paulo Roberto dos Reis – Paulinho do Hospital, que também é funcionário do Hospital Dr. Alceu Melgaço, afirmou agora na noite desta quarta-feira dia 05, que sua colega daquela unidade de saúde, Vera Veloso Lucas, deverá ser transferida dentro de algumas horas, para a capital Vitória, devido ao agravamento do seu estado de saúde.

Vera Lucas, que contraiu dengue, teve o quadro alterado para uma possível dengue hemorrágica, levando a ficar internada na. Unidade de Terapia Intensiva do hospital em que trabalha, tendo complicações, apresentando densidades das plaquetas de sangue muito baixas, tornando o seu caso como muito grave.

Ironicamente, a funcionária Vera que trabalha no setor de agendamento de consultas, constatou inúmeras situações de pessoas que contraíram a doença no município. Ela acabou contraindo o vírus e a doença evoluiu nas últimas horas, o que levou a direção e colegas, a acompanharem com aflição o seu estado de saúde.

Revoltado com a situação em presenciar sua colega sendo atingida de forma trágica pela epidemia de dengue, Paulinho que na última sessão legislativa, havia sugerido ao prefeito municipal Alencar Marim que enviasse com urgência, para aquela casa de leis, autorização para a contratação emergencial, de pessoas para combater os focos em Barra de São Francisco, confirmou que nesta quinta-feira dia 06, apresentará um requerimento ao Executivo, com cópias ao presidente da Câmara, vereador Juvenal Calixto  e também aos representantes do Ministério Público, solicitando que seja decretado estado de calamidade no município.

“Nós sugerimos ao prefeito Alencar na sessão de segunda-feira e infelizmente ele não se manifestou. Agora, vamos encaminhar o ofício a ele, para que decrete com urgência este estado de calamidade, para que as autoridades estaduais e federais, venham nos socorrer”, desabafou Paulo Roberto dos Reis.

Ele antecipou que na correspondência endereçada ao Executivo Municipal, fará uma indicação para que o município contrate funcionários braçais, para serem destacados na limpeza dos rios e córregos, reforço na limpeza urbana e também para o setor de combate ao mosquito aedes aegipty.

Para Paulinho, a participação do Poder Legislativo no processo é de fundamental importância, visto que há a necessidade premente de se amenizar o problema. Um desses empecilhos, está nos imóveis cujos proprietários se recusam a abrir suas portas, para vistoria e acompanhamento dos focos. “Nesse aspecto, a participação do Ministério Público é fundamental para que seja feita uma varredura nestes locais”, justificou o parlamentar acrescentando que os poderes constituídos não podem se omitir em tão grave e assustador momento, para a população francisquense.

 

Imagem ilustrativa/ASCOMCMBSF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here