Incaper ministra curso sobre café conilon para alunos da EFA Normília Cunha, em Barra de São Francisco

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Por Tiago Quirino

Na tarde desta quinta-feira (02), 30 alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Família Agrícola Normília Cunha dos Santos (EFA), de Barra de São Francisco, tiveram a oportunidade de enriquecer os seus conhecimentos sobre o café conilon. Eles acompanharam um minicurso sobre o tema, que foi ministrado pelo extensionista do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão (Incaper), Alexandre Neves.

O minicurso foi proposto pelo professor e técnico agrícola, Márcio Teixeira Deleprani. O professor teve a ideia porque a maioria dos alunos são filhos de produtores rurais, cujos pais trabalham, principalmente, com a cafeicultura.

Segundo Alexandre Neves, o curso contribuiu para o enriquecimento do conhecimento dos alunos, no que diz respeito ao café no Estado, já que o Incaper é referência nesse sentido. Para ele, é um momento de troca de experiências entre os alunos e a instituição. “Eles receberam informações atualizadas sobre a cultura do café, as novas tecnologias, as tendências do mercado e até sobre as dificuldades enfrentadas”.

cafeO minicurso foi dividido em duas etapas: na primeira eles acompanharam discussões sobre a história do café no Espírito Santo, a origem da planta e a evolução dessa cultura no mundo, a distribuição geográfica do café e suas variedades. Posteriormente, Alexandre falou sobre a escolha das áreas para o plantio, análise e preparo de solo, número de clones e tipos de mudas, adubação e irrigação, poda e desbrota, bem como é feita a renovação das lavouras. Por fim, abriu-se um espaço de debate sobre o tema.

Segundo Márcio Deleprani, o trabalho teve como ideia atualizar os conhecimentos na cultura, visto que novas tecnologias são lançadas a todo momento. Para ele, com o aprendizado nas EFAs de todas as regiões, os alunos têm a possibilidade de levar para suas casas todo o conhecimento adquirido, a fim de melhorar os eixos econômicos, ambientais e sociais do meio em que vivem.

“Aproveitamos o entusiasmo dos alunos e demos a eles a lição de casa, de verificar em suas propriedades se as suas famílias estão utilizando as técnicas adequadas para uma boa qualidade do plantio”, lembrou Deleprani.

Os alunos também terão um outro dia de minicurso, no dia 16 de julho, em que as palestras serão ministradas por outros dois extensionistas do Incaper, João Marcos Martins e Edson Pacheco. Os temas serão colheita, pós colheita e o mercado de café, além de esclarecimentos sobre pragas, doenças e bioindicadores.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *