Mecânico é acusado de estuprar mais de 700 vezes menino de 12 anos

0

Um pesadelo que acontecia de manhã e à noite, todos os dias, há um ano. Era isso que um adolescente de 12 anos da Grande Vitória estava vivendo. Um mecânico, de 28 anos, foi preso na última quinta (04) suspeito de estuprar o menino mais de 700 vezes, sempre ameaçando o estudante com uma arma falsa.

A polícia não divulgou o nome do suspeito ou município onde o crime acontecia para preservar a vítima. No entanto, afirmou que os dois moravam no mesmo bairro.

Os abusos começaram há um ano. “O adolescente conheceu o acusado através de um amigo em comum, outro menor de idade. Já no primeiro dia em que a vítima teve contato com o abusador, ele praticou o primeiro estupro”, revelou Douglas Vieira, delegado adjunto da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Desde então, os abusos não pararam. Duas vezes por dia, o menino era acuado pelo mecânico nas esquinas do bairro.

“Ele ficava aguardando a passagem da vítima e exigindo que o adolescente fosse até a casa dele. O suspeito sabia o trajeto do menino, os horários em que ele ia ao mercado a mando da mãe, ele teve todo esse trabalho”, explicou o delegado.

Com uma arma falsa, o abusador ameaçava o menino e a família dele. “Nossa interpretação é de que ele tinha o adolescente como se fosse uma propriedade dele, o que é muito grave”, pontuou Vieira.

De acordo com a polícia, ao final do abuso, o mecânico dava dinheiro para o menino. Além disso, o adolescente estava usando o celular do criminoso. “Ele deu esse celular depois que o aparelho do adolescente ficou ruim”, ressaltou o delegado.

No celular, a polícia encontrou fotos do acusado com o menino, na cama, e também imagens pornográficas de um outro adolescente. “Vamos apurar se essa também não é outra possível vítima”, afirmou Vieira. Além disso, eles vão investigar se o adolescente que apresentou o suspeito à vítima também não foi abusado.

A Justiça concedeu um mandado de prisão e o suspeito foi detido em casa, onde morava sozinho. No local, a arma falsa foi apreendida. Ele foi autuado por estupro de vulnerável, e ficará preso temporariamente por 30 dias. Além disso, o mecânico vai responder por ter imagens pornográficas de um menor de idade no celular.