Organização criminosa é descoberta dentro de presídio em São Mateus

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
operacao-bota-preta-2f015bf0e3d414843c9696f3cf3754d9

Inspetores são presos por suspeita de facilitar fuga de detentos em São Mateus no ES

O Ministério Púbico do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de São Mateus, ofereceu denúncia em desfavor dos inspetores penitenciários Júlio Cezar Barbosa, José Carlos dos Santos Brito, Ailton Santos Souza e Carlos Charles Nascimento. Eles são acusados de terem facilitado a fuga dos presos Lucimar de Jesus Pereira, o “Japão”, Elá Nunes Júnior, Josiel Silva Rodrigues, Vagner dos Santos da Costa e Valdemi dos Santos de Oliveira, também denunciados, da Penitenciária Regional de São Mateus (PRSM), na madrugada do dia 15 de janeiro de 2018, em troca do pagamento de R$ 150 mil, que foi dividido entre os quatro inspetores.

Os inspetores Júlio Cezar, Ailton Santos e Carlos Nascimento foram presos na Operação Bota Preta, realizada nesta terça-feira (15/05) pelo MPES, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e pela Polícia Civil, com o apoio da Diretoria de Inteligência Prisional (DIP) da Secretaria de Justiça (Sejus) e do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do MPES. O inspetor José Carlos dos Santos não foi encontrado e, portanto, como existe mandado de prisão em desfavor dele, está automaticamente na condição de foragido da Justiça. Também foram presos dois parentes de presos denunciados na operação.

Todos os presos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Judiciária (DPJ) de São Mateus e, posteriormente, conduzidos para o Complexo Penitenciário de Viana.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *