Palestra sobre a atividade da mineração de rochas abre a “Semana do Administrador” promovida pelo Ifes campus Barra de São Francisco.

0

De 09 a 11 de Setembro o IFES Campus Barra de São Francisco organiza a Semana do Administrador, uma grande oportunidade para alunos e empresários trocarem experiências e expandirem seus horizontes. O evento terá a participação de empresários locais, palestrando sobre o futuro do setor de Rochas Ornamentais (ANPO) e A diversidade na Gestão, além de oficinas e mesas redondas  com temas da área, incluindo Mindset Empreendedor, Planejamento Financeiro, Motivação no Trabalho, Pitch e Canvas. Empresários (Comil e Stone) estarão numa Roda Viva  contando suas histórias de sucesso.

SONY DSC

Na abertura da “Semana do Administrador” o professor Mario Imbroisi presidente Executivo da Anpo ministrou uma palestra abordando o tema “O mercado exportador de rochas no noroeste capixaba:a terceira onda” onde ele traçou um panorama do setor nos últimos anos,  onde o Brasil chegou a importante marca em 2018 de exportar os nossos materiais  para mais de 120 países. Entre os  principais destinos estão EUA, China e Itália, México, Canadá, Reino Unido e Espanha entre outros. Esta nova fase em perspectiva, é o que se está designando como “terceira onda exportadora”. É o novo grande desafio brasileiro, segundo estudos realizados pelo Geólogo Cid Chiod consultor expert da Abirochas, o  setor vai ficar cada vez mais competitivo, e gerar novas oportunidade com a  necessidade de contratação de  mão de obra capacitada e formação de novos empregos, Em alguns países já existem empresas brasileiras que além da comercialização dos seus produtos acabados também estão executando obras com a instalação dos nossos materiais, que incluem uma grande variedade de peças especificadas para os projetos residenciais multifamiliares peças para revestimento de pisos, paredes e fachadas; bancadas de pias, mesas e balcões e projetos comerciais (aeroportos, shopping centers, hospitais, edifícios públicos, edifícios
comerciais e outros). Para tal, o Brasil precisa investir na aquisição de equipamentos
CNC (controle numérico computadorizado), envolvendo tornos multifuncionais
automáticos, serra-pontes, acabadoras de borda e máquinas de corte com jato de água.
As empresas capacitadas para trabalhos de beneficiamento primário (serragem e
polimento) e de marmoraria (acabamento), assumem significado especial para o
sucesso da terceira onda exportadora do setor brasileiro de rochas ornamentais. Continuaremos vendendo blocos e garantindo a preservação do comércio de chapas, investindo-se, porém, mais concretamente, na capacitação das empresas e comercialização de produtos acabados, prontos para instalação nas obras. Concluiu o professor Imbroisi.