Presos por estupro são obrigados por outros detentos a fazer sexo

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
suspeitos_estupro_violentados_cela_camacari_policia_civil_apura_caso-5470675

A dupla é acusada de assassinar Juvenal Amaral Neto, 57 anos, e Cristina Amaral, 43. O casal foi encontrado, já em estado de decomposição, em uma cova no quintal da casa em que moravam

Um vídeo que mostra dois acusados de estuprar e matar uma mulher sendo forçados por outros presos a fazer sexo está sendo investigado pela Polícia Civil da Bahia. Nas imagens, os acusados são obrigados pelos colegas de cela a fazer sexo oral um no outro, além de se agredirem com tapas no rosto, dentro da carceragem da 18ª Delegacia em Camaçari para onde foram levados após o crime. O vídeo foi divulgado nas redes sociais.

A dupla é acusada de assassinar Juvenal Amaral Neto, 57 anos, e Cristina Amaral, 43. O casal foi encontrado, já em estado de decomposição, em uma cova no quintal da casa em que moravam.

A ação dos colegas de cela seria uma retaliação ao tipo de crime praticado pela dupla, já que os criminosos estupraram a mulher.

Cova onde casal foi encontrado foi cavada no quintal da casa das vítimas
Cova onde casal foi encontrado foi cavada no quintal da casa das vítimas
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

A OAB-BA emitiu uma nota de repúdio sobre o caso. Disse que a situação evidencia uma “completa ausência das autoridades que deveriam estar fiscalizando e zelando pela ordem e disciplina no ambiente e pela integridade dos custodiados”.

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para apurar os fatos.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *