Produtores rurais de Nova Venécia, sequestrados em MG, são liberados pela polícia

0
56

Dois produtores rurais de Nova Venécia, foram mantidos em cárcere privado por criminosos na cidade mineira de Manhumirim. As duas vítimas, que são pai e filho, foram rendidas pelos bandidos no município de Reduto, também em Minas Gerais, após serem atraídas por um anúncio na internet de um trator.

A polícia conseguiu localizar, nesta sexta-feira (17), o cativeiro onde as vítimas estavam presas, às margens da rodovia MG 111, e prendeu dois suspeitos. Além disso, dois adolescentes foram apreendidos e outros dois suspeitos continuam foragidos.

De acordo com a polícia, ao verem o anúncio do trator em uma rede social, os dois produtores rurais, de 22 e 63 anos, entraram em contato com o responsável, que marcou de os encontrar na cidade de Reduto. As duas vítimas seguiram de caminhonete até o município mineiro e, pouco depois de encontrarem o suposto vendedor, foram rendidas.

“Conversamos com o cara e ele disse que estava em Manhuaçu (MG). Marcamos de nos encontrar em Reduto, ele falou que ia encontrar um primo dele lá. Nisso que a gente encontrou o primo dele, a gente saiu de carro, com o primo dele dentro, paramos em um local bem à frente e eles falaram que era um assalto. Chegaram quatro homens armados e entrou todo mundo na caminhonete”, contou uma das vítimas, que preferiu não se identificar.

O produtor rural disse ainda que os criminosos foram violentos e chegaram a ameaçar e a agredir as vítimas. “Ficaram rodando com a gente para lá e para cá, levaram a gente para um monte de lugar, amarraram a gente, fez a gente andar encapuzado. Se levantasse a cabeça, falasse alguma coisa, ficasse de conversinha, falavam que iam bater. Se não passasse a senha do cartão, iam cortar dedo. Tanto que até bateram na gente, deram umas coronhadas”.

Dois suspeitos de participação no sequestro foram presos e dois adolescentes apreendidos
Segundo a polícia, os criminosos exigiram dinheiro para soltar pai e filho. “Esse depósito, no valor de R$ 98 mil, chegou a ser feito, porém, por um erro dos próprios autores, o valor foi estornado para a conta das vítimas, ou seja, não foi concluído”, disse o capitão Fernando Gonçalves, do 11º Batalhão da Polícia Militar, em Manhuaçu, que atendeu a ocorrência.

A PM mineira chegou até às vítimas e os criminosos após receber a informação de que um adolescente estaria dirigindo a caminhonete dos fazendeiros capixabas pelas ruas de Reduto.

“A equipe da cidade de Reduto já teria solicitado uma consulta da placa do veículo de propriedade das vítimas, na manhã de hoje, uma vez que havia recebido denúncias de que tinha um menor infrator trafegando com esse veículo nas proximidades de um posto de combustíveis. A partir da identificação desse menor que estaria dirigindo esse veículo, nós diligenciamos, conseguimos localizar o menor, que estava com a chave do veículo no bolso. Posteriormente, nós localizamos o veículo das vitimas na cidade de Manhuaçu e, a partir daí, começamos a realizar os levantamentos para saber do paradeiro das vítimas”, contou Gonçalves.

Ainda segundo o capitão, os policiais entraram em contato com familiares dos fazendeiros, no Espírito Santo, e descobriram que eles haviam sido vítimas de um sequestro. “Começamos a receber maiores informações e chagamos em outros autores, na cidade de Manhumirim. As vítimas então foram liberadas, uma vez que eles [os bandidos] tomaram conhecimento que os menores já haviam sido apreendidos – algum informante passou essa informação para eles. Com a liberação das vítimas, nós passamos a um trabalho final de identificação dos demais autores. Conseguimos realizar a prisão de dois deles e continuamos com diligências para prender os demais envolvidos”, frisou o policial.

Procurado pela reportagem de A Notícia, um advogado amigo da família, enalteceu a ação do Comandante do 2º BPM de Nova Venécia, Marcelo Dal Col. “Procuramos por ajuda e ele e sua equipe nos atendeu prontamente e graças às suas ações conseguimos a liberação dos dois produtores rurais que retornaram a Nova Venécia no final da tarde deste sábado”, disse o advogado.

(Com informações da Polícia de MG e Site Folha Vitória)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here