Sósia de Justin Bieber estupra senhora de 52 anos, rouba carro da vítima e vende por R$1000

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
Justin Bieber

O acusado de estuprar uma mulher de 52 anos de idade no dia 16 de agosto, na Vila Carvalho, foi preso. Renan Moreira Ilis, de 19 anos, foi preso na última sexta-feira (22), e apresentado hoje (28), na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam).

O crime aconteceu no sábado, dia 16 de agosto. Renan bateu palma na casa da vítima e pediu um copo d’água. Enquanto a mulher foi até a cozinha, ele invadiu a residência e trancou a porta da sala. Com um simulacro de arma de fogo na cintura, ele levou a vítima até o quarto, onde consumou o ato. Após o estupro, Renan fugiu do local levando alguns pertences da vítima, como celular e notebook, além do veículo, um Fiat Pálio.

De acordo com delegada da Deam, Marília de Brito Martins, a polícia chegou até o acusado após Dorival Júnior Coelho Torres, de 24 anos, ser preso. “Após roubar o carro da vítima, o Renan vendeu o veículo por R$ 1 mil para o boliviano Gutemberg Daniel Grillo, de 20 anos. Daniel, por sua vez, contratou Dorival para levá-lo para Corumbá”, explicou.

Dorival foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no dia 20 de agosto, na BR-262, na região de Dois Irmãos do Buriti, enquanto tentava levar o carro para Corumbá. Após ser preso, ele indicou Gutemberg como sendo o receptador.

No dia 22 de agosto, os policiais foram até a casa de Gutemberg, no bairro São Conrado. Na residência eles encontraram uma quantidade de drogas para uso pessoal, além de uma pistola calibre 22, de uso restrito. Gutemberg foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Após a prisão, ele informou à polícia que havia comprado o carro de Renan.

Após a prisão de Gutemberg, os policiais foram até a casa de Renan, no bairro Aero Rancho. No local, eles encontraram embaixo da cama do acusado dois quilos de maconha, o simulacro de arma de fogo, além de alguns banners que estavam no carro da vítima no dia do roubo. Renan foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e encaminhado à delegacia.

Na delegacia, a vítima reconheceu o jovem e os produtos que estavam no carro. De acordo com a delegada Franciele Candoti Santana, também da Deam, desde o primeiro depoimento, a vítima contou que o estuprador era jovem e tinha uma boa aparência. “Ela disse que ele não aparentava ser um bandido e que até parecia com o cantor Justin Bieber”, contou. Apesar de ter sido reconhecido, Renan nega o crime.

Segundo as delegadas, apenas Renan tem envolvimento com o estupro e o roubo. Gutemberg apenas comprava os carros roubados e Dorival levava para a fronteira.

Contra Gutemberg havia uma mandado de prisão em aberto por latrocínio, na cidade de Corumbá e Dorival já havia sido preso por receptação. Renan não tinha passagens pela polícia. Os três permanecem presos.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *