Traficante é preso com material para fazer mil pedras de crack

0
788
Traficante é preso com material para fazer mil pedras de crack em Linhares
Foto: Polícia Militar
Além da droga, os policiais encontraram um revólver calibre 22, diversas sacolinhas para embalagem da droga e vários celulares, que são usados como produto de troca no tráfico de drogas

Um traficante de 21 anos foi preso pela Polícia Militar em Linhares, na região Norte do Espírito Santo, na manhã desta sexta-feira (18). Na residência de Sidney Helmes Santana, no bairro Interlagos, foram encontrados 200 gramas de crack, que depois de fracionados corresponderiam a mil pedras da droga.

Segundo a PM, as pedras de crack renderiam ao criminoso R$ 10 mil depois de comercializadas. Após denúncias, os militares foram até a casa de Sidney, fizeram as buscas e encontraram o entorpecente. Os policiais que atenderam a ocorrência contaram que era possível sentir o odor do crack já na entrada da residência.

Além da droga, os policiais encontraram um revólver calibre 22, uma balança de precisão, uma tesoura, diversas sacolinhas para embalagem da droga, R$ 620 e vários celulares, que são usados como produto de troca no tráfico de drogas.

O acusado não estava em casa e os policiais seguiram até a residência de um amigo dele. O traficante foi preso em flagrante no local, onde foram encontradas 25 pedras de crack já fracionadas para a comercialização (e que renderiam R$ 250). Sidney assumiu a propriedade do entorpecente encontrado na casa do amigo.

Todo o material apreendido nas duas residências e o criminoso foram levados ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Linhares. A Polícia Civil informou que Sidney foi autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi encaminhado ao presídio.

CRIME AMBIENTAL

Também na residência do amigo do suspeito, os militares perceberam que havia alguns pássaros silvestres em cativeiro, dentro de gaiolas, de propriedade de um morador da casa, um jovem de 20 anos. Ele recebeu voz de prisão por crime ambiental e foi levado ao DPJ de Linhares. Já os pássaros foram apreendidos e também encaminhados à delegacia.

Segundo a Polícia Civil, o acusado assinou um termo circunstanciado, foi liberado e responderá em juízo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here