Três municípios do ES tem o câncer como principal causa de óbitos

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
tratamento-cancer-20161022-001

Região – Os municípios de Rio Bananal, Marilândia e Governador Lindenberg, tem o câncer como principal causa de morte, em relação a outras mortes no estado. Segundo a pesquisa, mais de 20% das mortes tem a doença como causa. O resultado foi apontado pelo Observatório de Oncologia do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC) no Fórum Big Data em Oncologia.

Os números foram alcançados através de um levantamento que mostra os municípios brasileiros onde as neoplasias já são a principal razão de óbito. A pesquisa destaca também a importância da atenção às políticas públicas voltadas a essa área. Assim como o resto do país, a maioria das mortes é de homens, no Espírito Santo, representam 69% dos óbitos. Confira os números do Estado.

Estimativa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e o Ministério da Saúde (MS) apontam que 11.540 capixabas terão câncer este ano, sendo 6.110 homens e 5.430 mulheres. Os dados foram divulgados na publicação “Estimativa 2018 – Incidência de Câncer no Brasil” do Inca e MS. Os mais incidentes são de pele, mama e próstrata. O estudo abrange o biênio 2018-2019 e as estimativas para o ano que vem são as mesmas de 2018. No País, serão 582.590 novos casos este ano, sendo 300.140 em homens e 282.450 em mulheres.

informações rede diario-es

 

Município Mortes por Câncer Mortes Totais % de Mortes por Cancer
Rio Bananal 22 82 27%
Marilândia 17 79 22%
Governador Lindenberg 16 62 26%

As regiões com maior número de mortes da doença que já considerada crônica, são o Sul e o Sudeste. Na região que inclui os municípios de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo 47% das mortes são de câncer.

O Rio Grande do Sul é o Estado com o maior número de municípios (140) onde o câncer é a primeira causa de morte. Um dos fatores que pode explicar a alta incidência de câncer na região são as características genéticas da população, que pode apresentar maior predisposição para desenvolver o câncer de pele (melanoma), por exemplo.

Segundo a pesquisa, no futuro é possível que aumente para mais de 600 mil casos de câncer por ano no Brasil. Destacando a importância do investimento na saúde Oncológica, já que mais de 904 mil pessoas estão na fila dos SUS para fazer cirurgia no Brasil.

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *