Uma criança morre e outra esta internada depois de carro capotar em Linhares

Comente
CARRINHO-MALUCO
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n
images (1)

Acidente teria acontecido na zona rural do município e criança deveria estar sentada em cadeira adequada para seu transporte

Uso correto da cadeirinha evita lesões graves às crianças, afirma estudo (ONG Criança Segura)
Uso correto da cadeirinha evita lesões graves às crianças, afirma estudo

Lamentavelmente aconteceu na noite desta terça (14), mais um acidente automobilístico, cujo final apresentou mais uma morte, em decorrência da ingestão de bebida alcoólica. O Boletim de Ocorrência Policial de nº 317 lavrado pelos policiais militares informa que  às 21h10, no Hospital Geral de Linhares, foram atendidos as vítimas A. N. G. , de 13 anos, e Emerson  Matheus Nunes de oliveira, de apenas quatro anos, que não teria resistido aos ferimentos e veio a óbito.

De acordo com o que foi apurado,  as duas crianças foram vítimas de um acidente automobilístico ocorrido na estrada de acesso ao Distrito de Bagueira,  na zona rural de Linhares, quando  o veículo Ford K, placas MSM 3606, conduzido por Elias Oliveira Lima, 38 anos,  residente na Fazenda Lagoa Nova.

Segundo a garota acidentada, os três seguiam da Fazenda Lagoa Nova sentido Linhares, quando Elias perdeu o controle do veículo, vindo a capotar. As crianças foram socorridas por  populares que passaram pelo local e as encaminharam para o HGL,  enquanto  que o condutor permaneceu no local do acidente.  Foi relatado ainda que Elias  estaria sob efeito de bebida alcoólica. Por fim, uma guarnição policial deslocou até o local, entretanto, o condutor não foi localizado.

O acidente chama a atenção para a falta de cadeiras adequadas para crianças nos veículos que trafegam na chamada zona rural, onde a fiscalização não ocorre com intensidade. É comum ver pessoas de todas as idades trafeando sem cintos de segurança, crianças sem os assentos adequados e motociclistas sem capacete. A morte do pequeno Emerson poderia ter sido evitada se ele estivesse adequadamente instalado dentro do veículo.

Estudo reforça a importância da cadeirinha para as crianças

 

Proteger a vida das crianças. Esse é o principal papel que as cadeirinhas de retenção desempenham. Um estudo realizado pela Fundación Mapfre mostra que no Brasil morrem 32 crianças em acidentes de trânsito para cada milhão de habitantes de 0 a 14 anos. Grande parte dessas mortes se dá pelo não uso das cadeirinhas de segurança.

 

Uso correto da cadeirinha evita lesões graves às crianças, afirma estudo (ONG Criança Segura)
Uso correto da cadeirinha evita lesões graves às crianças, afirma estudo

Para o autor da pesquisa, o diretor de segurança viária da Fundação, Julio Laria del Vas, existem cinco fatores que contribuem para mortes em acidentes: velocidade, álcool, capacete, cinto de segurança e a cadeirinha de retenção infantil. “A conscientização das pessoas sobre esses pontos é super importante. Precisamos de campanhas que mostrem a finalidade desses equipamentos”, fala del Vas. 
Muitos não sabem, mas o uso correto da cadeirinha para criança diminui entre 50% e 90% o risco de lesões graves, como aponta estudo. No Brasil, o uso do equipamento só se tornou obrigatório para crianças menores de 10 anos, em 2010. “O Brasil é um países que possuem as normas técnicas mais completas para o uso da cadeirinha, se comparada à Europa”, fala Julio. “Porém, a falta de fiscalização e o alto custo da cadeirinha termina não popularizando o equipamento”, diz Alessandra François, presidente da ONG Criança Segura.
Vrum/Diario de Pernambuco mostra quais as diferenças e especificações de cada tipo de cadeirinha.

Bebê conforto ou Conversível

 (Danilo César/Esp DP/D.A Press)

Deve ser utilizada por crianças com aproximadamente 1 ano de idade ou no máximo de 13 kg. 
Posição: Nesse tipo de assento a criança deve estar de costas para o movimento sempre no banco de trás. Pois nesta posição a coluna cervical do bebê pode estar protegida em caso de acidente. Para esse tipo de cadeirinha é recomendado usar clipe de segurança para melhor fixação do equipamento, evitando que o mesmo se movimente.
Preço: a partir de R$ 199

Cadeira de segurança

 (Danilo César/Esp DP/D.A Press)

Crianças com idade superior a 1 ano e entre 9kg e 36kg deverão utilizar o dispositivo de retenção, a cadeirinha.
Posição: Voltada para frente, na posição vertical. Dependendo do fabricante da cadeirinha, o cinto de segurança do carro é que protege a criança. Diferente de outros modelos que possuem cinto próprio, o dispositivo do carro serve apenas para fixar a cadeirinha ao banco.
Preço: Com cinto a partir de R$ 399
Sem cinto a partir de R$ 199

Assento de elevação ou “booster”

 (Danilo César/Esp DP/D.A Press)

É para as crianças que tenham no mínimo 1,45 m de altura, entre 15kg e 36 kg e aproximadamente de 4 a 10 anos de idade, o assento de elevação já pode ser utilizado.
Posição: O dispositivo só pode ser utilizado no banco de trás com o cinto de três pontos. O assento de segurança faz com que o cinto do carro passe pelos locais corretos do corpo da criança: pelo centro do ombro e peito e sobre os quadris. Ou seja, o cinto do carro não pode estar na altura do pescoço, pois pode machucar a criança.
Preço: a partir de R$ 49

Saiba mais

De acordo com o Artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transportar crianças no carro sem usar o dispositivo infantil de retenção veicular – a cadeirinha- é infração gravíssima, com multa de R$ 191, 54 e retenção do veículo. 
Em caso de acidente grave, ou até leve, a cadeirinha deve ser descartada, mesmo que aparentemente a estrutura do equipamento esteja intacta. Pois internamente ela pode estar danificada, comprometendo a segurança da criança.

Serviço
Quarto Crescente

Av. Eng. Domingos Ferreira, 2769 – Boa Viagem
Tel.: (81) 3327.5660

12311101_932419773478464_1231929020317032740_n
111 12227650_924401994280242_7856840745081785682_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *