Agricultura pavoense resgata recurso importante para produtores

0

imagesCAQZC27U

O secretário municipal de Agricultura de Vila Pavão, Valdez Ferrari, fez esta semana um balanço de seu trabalho frente à secretaria municipal de agricultura, sob sua coordenação desde o dia 1 de janeiro.

O secretário enfatizou que o setor faz um trabalho muito abrangente no município, haja vista, que Vila Pavão, além de ser composto essencialmente por pequenos proprietários rurais, possui uma agricultura bastante diversificada.

Valdez afirma que ao assumir a pasta deparou com uma montanha de problemas, mas que, com muito trabalho, está conseguindo colocar as coisas em ordem. “O ruim disso, é que a maioria dos produtores não sabe da real situação. Não sabem que pegamos a secretaria com uma série de problemas: convênios cancelados, queda de arrecadação e outros. Deu tristeza ver às péssimas condições dos equipamentos. Encontramos o maquinário que presta assistência aos produtores, em precárias condições de uso”, Lamentou.

Otimismo

O secretário não falou só de coisas ruins, muito pelo contrário, ele, que tem suas origens na agricultura e conhece a realidade agrícola local, disse que o município tem grande potencial. “Nada vai impedir Vila Pavão de crescer. Nosso trabalho começou a deslanchar, já é possível contabilizar bons resultados no que tange assistência aos produtores”, disse.

E já que grande parte dos equipamentos estão danificados, justamente, nesse período que antecede a safra cafeira, a melhor solução encontrada, segundo ele, foi alugar equipamentos. Nesse particular, garantiu que o município está viabilizando a contratação três patrois para reforçar da porteira para dentro, o trabalho de confecção de estradas e carreadores aos produtores rurais.

Resgate de recurso

Um bom fruto, resultado do trabalho que está sendo desenvolvido na secretaria, foi o resgate de um importante recurso proveniente do programa Pronaf Capixaba, que agora passou a chamar-se, “A Vida no Campo”, no valor de 300 mil reais, direcionado aos municípios capixabas, que Vila Pavão perdeu no ano passado, por não conseguir apresentar em tempo hábil, certidão negativa de débito junto ao INSS.

O secretário disse ter garantias que a verba de 300 mil, em breve chegará ao município. A sua aplicação é definida pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), que deliberou que o dinheiro deverá ser revertido na compra de uma gama equipamentos de extrema importância para o homem que vive da agricultura. Veja a relação de materiais que serão adquiridos com o recurso:

Valor 300 mil

01 grade aradora 16X18;

01 arado subsolador com 1 aste;

01 distribuidora de calcário;

01 colheitadeira de forragem;

01 batedeira de cereais;

01 veículo utilitário;

02 coputadores;

02 impressoras lazer.

04 frezeres horizontal com tampa de vidro;

01 moto.