Água Doce do Norte, Barra de São Francisco e Nova Venécia assinam convênio para Projeto Barraginhas

0

Foram assinados nesta sexta-feira (30), no Palácio Anchieta, convênios com nove municípios capixabas para repasse de recursos do Projeto Barraginhas no Espírito Santo. Cada prefeitura vai receber R$ 100 mil para utilizar com o combustível durante o período de implantação das barraginhas e, em contrapartida, a administração vai viabilizar uma retroescavadeira para a realização das intervenções.

As barraginhas são pequenas bacias que captam enxurradas, preservam o solo e evitam erosões. Elas proporcionam a infiltração da água das chuvas no terreno e promovem a recarga dos lençóis freáticos, que abastecem nascentes, córregos e rios. O projeto tem como objetivo possibilitar a transferência e a disponibilização da tecnologia social “barraginhas”, permitindo que o produtor rural de base familiar do Espírito Santo tenha acesso à técnica.

O governador em exercício, César Colnago, lembrou que o Programa Barraginhas tem destaque no Espírito Santo. “O programa é de grande importância, não só para os produtores rurais, mas, também, para toda a população, garantindo mais qualidade de vida aos moradores. A vida humana precisa de água, ela é essencial para todos. Barraginhas é um dos nossos vários programas que atuam nessa área de melhoria, ajudando a recuperar os danos causados pela crise hídrica que o nosso Estado sofreu, e demonstrando sua relevância para a vida humana”, destacou Colnago.

WhatsApp Image 2018-11-30 at 12.17.35

Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Aladim Cerqueira, a assinatura dos convênios proporciona melhoria da qualidade de vida em diversas comunidades. “O impacto social positivo do Projeto Barraginhas nas propriedades é enorme. Além de facilitar o acesso à água, há um aumento da produtividade e a manutenção de uma relação sustentável entre o produtor rural e os recursos hídricos”, afirmou o secretário.

O objetivo é implantar 13.200 barraginhas em três anos, ou seja, 440 barraginhas por ano em cada município, beneficiando agricultores, produtores e comunidades rurais.

Os municípios priorizados no projeto são alguns dos mais atingidos pela crise hídrica dos últimos anos: Ecoporanga, Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Nova Venécia, São Roque do Canaã, Santa Teresa, Itarana, Atílio Vivácqua e Santa Leopoldina.

Fonte / fotos: Governo do Estado