Alegre recebe o Capim Day, evento dedicado à forragicultura capixaba

0

O Governo do Estado realizou, durante a tarde desta sexta-feira (24), no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes) – Campus Alegre, o Capim Day, um evento dedicado à forragicultura. Na ocasião, houve troca de experiências entre as instituições participantes, com a participação dos pecuaristas da região, a fim de aumentar a oferta e a qualidade de alimentos aos animais, principalmente na época da seca.

O evento faz parte do circuito “Mais leitES”, uma das abordagens do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Cadeia do Leite, e tem como objetivo a reserva e a conservação de alimentos para que a produção dos animais no período de estiagem seja mantida de forma satisfatória, garantindo a produtividade e bem-estar dos animais. Ao todo, serão 13 dias de campo em 2023.

O Capim Day contou com as palestras “Importância das pastagens para o Espírito Santo”, ministrada pelo professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ivan Jannoti Wendlig, e “Planejamento forrageiro para pecuária do leite”, apresentada pelo extensionista do Incaper Renan da Silva Fonseca. A programação do evento também incluiu as palestras “Pontos críticos na produção e ensilagem do capim BRS Capiaçu”, ministrada pelo pesquisador Paulino J. M. Andrade, e a “Utilização do capim BRS Capiaçu e arraçoamento de vacas em lactação”, discorrida pelo zootecnista Humberto L. Wernerbach Filho.

No encontro, os participantes puderam entrar em contato com temas relacionados à alimentação animal e às tecnologias utilizadas em campo. Atualmente, o Espírito Santo é um estado com grande parte do rebanho voltado para o pasto, necessitando de uma atenção maior no cuidado das pastagens. Além disso, 60% das nossas pastagens estão com algum grau de degradação, segundo o subsecretário de Estado de Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch.

Ele ressaltou que é de grande importância planejar o material que vai ser implementado na pastagem para pensar na renovação das pastagens e recuperar as áreas degradadas. “Este é um evento que vai tratar da importância da alimentação do rebanho para uma manutenção do potencial produtivo no período seco. Então, seja o rebanho leiteiro ou o rebanho de corte, é importante a gente tratar. Dessa forma, o evento dá o destaque da importância da forragicultura e do planejamento da alimentação para os animais de produção no Estado Espírito Santo”, salientou Michel Tesch.

Além de abordar sobre a produção para abastecer o período de seca, no Capim Day também foi debatida a complementação da alimentação dos animais com ração, materiais genéticos para a produção de forragem, suas exigências, adaptações para cada clima, relevo, solo e outras informações visando a auxiliar os pecuaristas capixabas.

Esta foi a décima edição do Capim Day de 2023. Outros encontros serão anunciados até o final deste ano.

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Seag
Priscila Contarini

(27) 3636-3700/ (27) 99645-4694/ (27) 99785-7697
comunica.seag@gmail.com