Assaltantes deixam cidade sem sinal de celular e arrombam banco no

0

img-20140404-wa0005Suspeitos de isolar distrito para roubar banco são presos no ES

Comunidade de Novo Brasil ficou sem sinal de celular.
Crime aconteceu nesta sexta-feira (4), em Governador Lindenberg.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta

Sete suspeitos do assaltar a agência do Sicoob, em Novo Brasil, distrito de Governador Lindenberg, foram presos nesta sexta-feira (4). Segundo a polícia, dois confessaram e foram encaminhados para o CDP de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. Os outros cinco ainda estão na delegacia e devem ser levados para o presídio neste sábado (5). Um dos detidos é menor de idade.

A agência bancária foi arrombada por, pelo menos, cinco criminosos na madrugada desta sexta-feira. Eles abriram um caixa eletrônico, arrombaram um cofre do banco e entraram na tesouraria. Os criminosos desligaram as torres de celular do distrito e deixaram os cidadãos sem comunicação. Todas as saídas da cidade foram cercadas pela polícia e até um helicóptero foi usado para prender os assaltantes. Mais de 60 policiais trabalharam na busca pelos assaltantes.

Durante a ação, os assaltantes colocaram uma lona preta no vidro da agência para que ninguém suspeitasse do roubo. Eles usaram um maçarico para abrir um caixa eletrônico, arrombaram um cofre e tiveram acesso à tesouraria da agência. Tudo aconteceu por volta das 2h30 da madrugada. No momento em que os assaltantes estavam dentro da agência, o alarme enviou um sinal para a empresa de monitoramento do banco. A Polícia Militar foi acionada e houve troca de tiros. As cápsulas ficaram espalhadas pela rua. Um carro que estava estacionado próximo ao local foi atingido por um tiro.

Na fuga, os criminosos abandonaram um carro utilizado no assalto. De acordo com a polícia, o veículo foi roubado em Aracruz. O banco não funcionou nesta sexta-feira (4) e, segundo o SIcoob, volta a operar nesta segunda-feira (7).

Outro caso
No dia 28, uma outra agência do mesmo banco foi roubada em Lajinha, distrito de Pancas. Os quatro suspeitos foram presos e mais de R$ 100 mil reais recuperados. Para a polícia, os criminosos  escolhem locais mais calmos para cometer os crimes.