Com 26 kg, mulher com doença rara diz: “As pessoas me viam e queriam saber o que eu tinha de errado”

0

11_36_22_404_fileDepois de lançar dois livros, jovem pretende abrir empresa “anti-bullying”

Com uma síndrome rara, Lizzie Velasquez, de 24 anos de idade, do Texas, Estados Unidos, superou a própria vergonha de ser magra demais e, hoje, ganha a vida com palestras motivacionais e livros. Nos cerca de 200 eventos que faz por ano, ela conta as dificuldades e como deu a volta por cima.

— As pessoas me viam e se perguntavam o que eu tinha de errado



Por causa de sua condição rara, ela pesa 26 kg é obrigada a comer cerca
de 60 vezes por dia. Seu corpo tem dificuldade em “fixar” a gordura

 

Por causa de sua condição rara, ela pesa 26 kg é obrigada a comer cerca de 60 vezes por dia. Seu corpo tem dificuldade em “fixar” a gordura

11_44_19_964_file

Apesar dos obstáculos, Lizzie conta que resolveu superar as dificuldades se tornando ativista anti-bullying e fazendo palestras motivacionais para incentivar as pessoas.

— Tinha duas escolhas. Ou escolhia ser feliz ou desistir de tudo

Em um dos vídeos de sua palestra, ela conta que, quando nasceu, os médicos disseram que ela teria muitas limitações.

— Eles disseram que eu não poderia andar correr, brincar, ou seja, não poderia fazer nada. Mas meus pais me levaram para casa e fizeram o que podiam. Cresci completamente normal

 

Segundo Lizzie, mesmo se pudesse “nunca iria mudar” sua aparência.

— Levei muitos anos para aceitar quem eu sou, e, hoje, gosto da pessoa que vejo no espelho

11_36_55_82_file

Em setembro, ela lançou seu segundo livro, Be Beatiful, Be You (Seja Bonita, Seja Você). Segundo ela, a obra dá conselho de como as pessoas podem fazer e manter bons amigos, lidar com o bullying e negatividade, além de trazer dicas sobre espiritualidade. O tema central é amar a si mesmo e ter autoestima

Recentemente ao site Daily Mail, a jovem contou que seu sonho “para o futuro é ajudar os outros”.

— Quero criar uma empresa de anti-bullying. Algo para crianças, adultos e adolescentes