Comerciante morre vítima da própria armadilha em Pedro Canário

0

Arma conhecida como canhão disparou e atingiu o homem de 62 anos. Ele morreu no local

Armas apreendidas dentro da mercearia da vítima
Armas apreendidas dentro da mercearia da vítima
Um comerciante de Pedro Canário, no Extremo Norte do Estado, foi vítima de uma armadilha que ele mesmo montou em sua mercearia para se proteger de ladrões. A arma de caça, conhecida como canhão, disparou e atingiu Atener Fernandes Rocha, 62 anos, debaixo do braço. Ele morreu no local.
O fato aconteceu nessa segunda-feira (2), no distrito de Cristal do Norte. José Valter Botelho era amigo do comerciante e afirmou que as armas eram utilizadas por Atener como forma de segurança. “Ele já foi assaltado duas vezes, já teve outras tentativas de roubo e, pelo que parece, ele ‘largava’ essas armas como forma de proteção”, contou.
Dentro da mercearia, o comerciante mantinha um tipo de oficina. No local, os policiais encontraram sete espingardas, um revólver, quatro “canhões” e peças para montagem de outras armas. Todo o material foi apreendido e levado para a delegacia de Pedro Canário. O delegado informou que não há abertura de inquérito nesse caso, pois a morte foi acidental.
Segundo a Polícia Civil, quem for flagrado com arma de fabricação caseira responde pelo crime de posse ilegal de arma e pode pegar de um a três anos de prisão. Quem fabrica e comercializa armas pode responder por fabricação e comercialização ilegal de armas de fogo. A pena chega a oito anos de prisão.

Fonte: G1 e TV Gazeta Norte