Dengue no ES: Veja a quantidade de vacinas que 23 cidades vão receber e quem vai poder vacinar

0

A primeira remessa de vacinas Qdenga chegou ao Espírito Santo nesta quinta-feira (22). Ao todo, 58.530 doses serão distribuídas aos municípios.

Vacinas Qdenga contra a dengue — Foto: Gabriel Rosa

Vacinas Qdenga contra a dengue — Foto: Gabriel Rosa

O Espírito Santo recebeu nesta quinta-feira (22) a primeira remessa das vacinas Qdenga (TAK-003), imunizante contra a dengue, para o início da imunização de crianças de 10 e 11 anos. Ao todo, são 58.530 doses que serão distribuídas entre 23 cidades capixabas (veja lista na reportagem) em alerta para a doença.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa), desde 1º de janeiro até dia 10 de fevereiro de 2024 (último dado disponibilizado pela Secretaria Estadual de Saúde), foram registrados 25.276 notificações da doença em todo o estado.

Ainda segundo a pasta, duas mortes por causa da doença foram confirmadas e outros 11 casos estão em investigação.

Nesta quarta-feira (20), o governo do Espírito Santo decretou estado de emergência em decorrência da gravidade e alta de casos.

Inicialmente, de acordo com o Ministério da Saúde, a previsão era que as vacinas chegariam apenas em meados de março de 2024 ao estado em apenas 20 cidades capixabas. No entanto, devido à gravidade do cenário, houve uma antecipação e também foram incluídos os municípios de Aracruz, João Neiva e Ibiraçu.

Cidades que vão receber a vacina

 

De acordo com a Sesa, as cidades que vão receber a vacina são:

Quando e como se vacinar?

 

Algumas prefeituras que vão receber as doses de vacina já informaram que não será necessário agendamento, mas que estão no aguardo da reunião de orientações com a Secretária de Saúde do Espírito Santo (Sesa).

O público, em 2024, será composto por crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue depois de pessoas idosas, grupo para o qual a vacina não foi liberada pela Anvisa.

Nesta primeira remessa, será contemplado o público de 10 e 11 anos.

Dengue: ES decreta estado de emergência devido ao aumento de casos; 2 mortes já foram confirmadas

Dengue: ES decreta estado de emergência devido ao aumento de casos; 2 mortes já foram confirmadas

Saiba mais

O que é a Qdenga e como ela age?

A Qdenga (TAK-003) é um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março deste ano.

Vacina contra a dengue Qdenga foi aprovada pela Anvisa — Foto: Reprodução EPTV

Vacina contra a dengue Qdenga foi aprovada pela Anvisa — Foto: Reprodução EPTV

A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue.

A vacina é gratuita?

 

Brasil é primeiro país a incorporar vacina contra dengue no sistema público de saúde — Foto: GETTY IMAGES via BBC

Brasil é primeiro país a incorporar vacina contra dengue no sistema público de saúde — Foto: GETTY IMAGES via BBC

Sim. A vacina vai ser aplicada gratuitamente pelo SUS.

Desde a aprovação pela Anvisa em março, clínicas particulares passaram a disponibilizar a vacina Qdenga para seus consumidores. No entanto, o imunizante passou a integrar também o Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A Qdenga tem efeitos colaterais?

 

Os estudos clínicos mostraram que pode haver reações, geralmente, dentro de dois dias após a injeção. As reações registradas foram de gravidade leve a moderada e duraram 1 a 3 dias.

? Atenção: essas reações NÃO tornam o imunizante contraindicado se aplicado no público correto.

Foram relatadas com maior frequência:

  • Dor no local da injeção (50%);
  • Dor de cabeça (35%);
  • Dor muscular (31%);
  • Vermelhidão no local de injeção (27%);
  • Mal-estar (24%);
  • Fraqueza (20%); e
  • Febre (11%).

 

As reações são menos frequentes após a segunda dose da Qdenga.