Enfermeira morre e marido fica ferido após serem atropelados por táxi enquanto andavam de bicicleta no ES

0

Lucinete Lopes Endlish tinha 50 anos. Ela e o marido de 55 anos passavam de bicicleta quando foram atropelados por um táxi na rodovia em Vila Velha, Grande Vitória.

Lucinete Lopes Endlish, de 50 anos, era enfermeira e morreu atropelada na Rodosol — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Lucinete Lopes Endlish, de 50 anos, era enfermeira e morreu atropelada na Rodosol — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Uma enfermeira morreu atropelada na Rodovia do Sol em Vila Velha, na Grande Vitória, na tarde desta quarta-feira (14). Ela e o marido estavam de bicicleta passando sobre o viaduto quando um táxi atingiu o casal.

O acidente aconteceu por volta das 15h30 na Barra do Jucu. Uma das bicicletas ficou agarrada embaixo do táxi e a outra ficou destruída.

Lucinete Lopes Endlish tinha 50 anos. O marido dela, Luiz Carlos Endlish, de 55 anos, foi levado ferido para o Hospital São Lucas, em Vitória. O estado de saúde dele não foi divulgado. A enfermeira deixou três filhos.

A mulher morreu na hora e o marido ficou ferido, mas conseguia conversar enquanto era socorrido.

O táxi atingiu o casal no começo do viaduto, mas só parou na metade dele. Segundo peritos da Polícia Civil tudo indica que as duas vítimas foram arrastadas.

O motorista do táxi não quis gravar entrevista, mas explicou que seguia de Guarapari para Vitória quando a ciclista teria entrado de repente na frente dele, que não conseguiu desviar.

Táxi atingiu a enfermeira e o marido e peritos acreditam que os dois foram arrastados — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Táxi atingiu a enfermeira e o marido e peritos acreditam que os dois foram arrastados — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Ainda de acordo com o taxista, como a colisão com a ciclista quebrou o para-brisa, ele não conseguiu ver como atingiu a segunda vítima. O taxista fez o teste do bafômetro, que deu negativo para o consumo de álcool.

“Uma pessoa cheia de vida, evangélica, servia à Deus. Tinha uma vida inteira pela frente, deixou um filho especial. Ela tava feliz que ela tava trabalhando de dia, depois dessa semana que passou pra noite”, disse Maria Aparecida Lopes Santos, irmã da vítima.

 

Taxista realizou teste do bafômetro, que deu negativo — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Taxista realizou teste do bafômetro, que deu negativo — Foto: Reprodução/TV Gazeta

A irmã de Lucinete contou que a enfermeira e o marido costumavam pedalar juntos.

“Sempre gostou de andar de bicicleta, era o lazer dela. Ela sabia que era bom pra saúde, ela emagrecia, ajudava na saúde dela”, contou a irmã.

 

Uma das pistas da Rodovia do Sol precisou ser interditada no sentido Vitória. O corpo da vítima foi levado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para ser necropsiado e liberado para os familiares.