Homem que estuprou mãe e criança de 04 anos foi preso em Barra de São Francisco

0

SAM_0566fonte /voz da barra

Foi preso na tarde deste domingo, 04 de agosto de 2013, em Barra de São Francisco, Jean Carlos de Oliveira, que no dia 27 de julho de 2013, estuprou durante todo o dia, a mãe e uma criança de apenas 04 anos de idade, com requintes de crueldade, no Córrego do Rio Preto, distrito de Nova Belém.

O Marido da mulher e pai da criança de 04 anos, começou então uma procura pelo acusado e no sábado, 03 de agosto de 2013, na festa realizada em Água Doce do Norte, pregou alguns cartazes com foto do acusado na porta dos banheiros e ficou próximo observando e notou que haviam três mulheres que ficaram tentando ver melhor a foto. Ele se aproximou e com uma lanterna clareou a foto e perguntou se as mulheres conheciam aquele rapaz. Elas disseram que eram primas dele e que o mesmo estava na casa do avô, em Barra de São Francisco, no Condomínio Nova Barra.

O pai procurou apoio na delegacia de polícia e contra o acusado havia um mandado de prisão, pois era um foragido da justiça de Minas Gerais e cumpria pena no presídio de Mantena. Ele havia recebido 07 dias para passar com os familiares, porém ao vencer os dias, ele não retornou para o presídio e cometeu esta barbaridade com mãe e filha.

De acordo com o pai, que está transtornado, o trauma ficará para sempre em sua família. “Minha criança de 04 anos acorda desesperada no meio da noite gritando. Minha mulher não consegue dormir. Tive chance de eliminá-lo, cheguei a passar perto dele e ele estava sentado em um muro, porém, preferi procurar as autoridades e quero que ele pague pelo que fez com minha esposa e filha. Ele chegou a arrancar um dente da minha esposa e exigiu que ela o levasse de moto. Ele está preso e minha vida está tendo alívio agora, sabendo que ele está atrás das grades e pagando pelo crime que cometeu“, disse o pai emocionado.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+delegado0O trabalho foi realizado pelos investigadores da delegacia de polícia de Barra de São Francisco, pelo delegado plantonista, Dr. Douglas Vieira, titular da delegacia de Jaguaré, que acionou apoio da polícia militar e efetuou a prisão de Jean que era foragido da justiça de Minas Gerais.