Internos da Penitenciária de Barra de São Francisco iniciam curso profissionalizante de Panificação

0
Internos da Penitenciária Regional de Barra de São Francisco (PRBSF) iniciaram o curso de qualificação profissional de Panificação. A iniciativa é resultado da parceria entre a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O curso de Panificação será concluído com uma carga horária de 220 horas, e está sendo ministrado pelo professor Anderson Luiz Cordeiro, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Ao fim, os internos participantes receberão certificados de conclusão de curso.
Setenta e cinco internos participarão da qualificação, divididos em cinco turmas de 15 alunos cada. No decorrer do curso, os internos terão aulas teóricas e práticas, que serão ministradas em uma unidade móvel do Senai, instalada na penitenciária.

De acordo com a diretora da unidade, Janine Silva Miniguite Marim, os cursos profissionalizantes são primordiais no processo de ressocialização. “Esse curso é mais uma atividade que veio colaborar de forma concreta na ressocialização, para que, ao alcançar a liberdade, o reeducando já tenha uma atividade profissional”, completou.

Estudar reduz a pena

Todos os internos matriculados nos cursos de qualificação profissional têm direito ao benefício da remição da pena. A Lei nº 12.433/11, sancionada em junho, alterou a Lei de Execução Penal para permitir a redução da pena dos presos que estudam. O benefício da remição autoriza a redução de um dia da pena a cada 12 horas de estudo, distribuídas em três dias.
Texto: Júlia Pavin