Médica veterinária do ES é perseguida e morta a tiros na Bahia

0

Crislaine Boldrini Faé, de 29 anos, foi assassinada na noite dessa quinta-feira (23) depois de ser perseguida por dois homens de motocicleta. Segundo os peritos, a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, sendo 02 no braço, 01 no peito, 01 nas costas e 01 em cada perna

Um crime com sinais de execução praticado por dois pistoleiros, tirou a vida da médica veterinária Crislaine Boldrini Faé, 29 anos, nascida e criada, em Rio Bananal, ao Norte do Espírito Santo, a jovem conduzia uma Honda Biz, de cor vermelha, placa policial OVL 9922, quando foi perseguida pelos assassinos no centro de Teixeira de Freitas na Bahia.
De acordo com a polícia, na perseguição em alta velocidade, os criminosos começaram a atirar e alguns tiros acertaram a vítima. Antes de cair da moto, a vítima chegou a colidir com um veículo, de cor preta, que passava pelo local. Policiais militares da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) atenderam a ocorrência e preservaram a cena do crime até a chegada da Polícia Civil e da Polícia Técnica (DPT).
O delegado plantonista, Manoel Andreetta, acompanhado dos peritos Iura Muniz e Pedro Paulo realizaram o levantamento cadavérico e a perícia de ação violenta (homicídio). Segundo os peritos, a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, sendo 02 no braço, 01 no peito, 01 nas costas e 01 em cada perna. Próximo à vítima, os policiais encontraram uma arma de fogo (revólver calibre 38) com 05 munições intactas.
Segundo o delegado Manoel Andreetta, tudo indica que esta arma é de um dos criminosos, e que eles podem ter caído da moto e sofrido um acidente, deixando a arma cair, pois nenhum tiro foi disparado por esta arma e ela estava suja de terra. “Não há informações sobre os autores ou o veículo utilizado por eles. As investigações ficarão a cargo do Núcleo de Homicídios da Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas”, explicou o delegado Andreetta.
O corpo foi removido ao IML, onde será necropsiado. Crislaine era veterinária do Frisa e era chefe do Controle de Qualidade. Um inquérito policial será instaurado para investigar autoria e motivação do crime.
Fonte: Edvaldo Alves/Liberdadenews