Motoqueiros aproveitam o apagão e executam radialista no centro de Pinheiros

0
Crimes praticados por motoqueiros estão cada vez mais frequentes (Foto: Ilustração)
Crimes praticados por motoqueiros estão cada vez mais frequentes (Foto: Ilustração)

Texto: Elan Drumond/boca larga

Foi morto a tiros por volta das 20h de terça-feira, 11, o radialista Edilson Dias Lopes, 35 anos, conhecido como Ed Wilson, que era locutor da Rádio Explosão Jovem FM, da cidade de Pinheiros, no norte do Espírito Santo. Os bandidos aproveitaram o apagão para praticar o crime.

Segundo levantamentos da polícia, o radialista estava próximo ao Mercado Municipal, no centro da cidade, quando surgiram dois indivíduos de moto disparando contra a vítima, que teve morte instantânea. Nenhum dos indivíduos foi preso até o momento.

Ao todo foram quatro disparos contra o radialista e todos atingiram o alvo. Um amigo de Edilson foi atingido por estilhaços, mas não foi nada grave e passa bem. Ele não teve como reconhecer os bandidos, que fugiram após a prática do crime.

Um funcionário da emissora em que Edilson trabalhava disse que ele apresentava um programa aos domingos das 09h ao meio dia e durante a semana trabalhava em um bar.

O crime chocou a população de Pinheiros e várias pessoas reclamaram da violência e disseram que Edilson era uma pessoa pacata e aparentemente não tinha inimigos.

O caso já está sendo investigado pelo delegado local, mas até o momento não há nenhuma pista dos bandidos e nem dos motivos que levaram os indivíduos a praticar o crime, que ocorreu justamente durante o apagão que atingiu vários municípios e durou exatos 44 minutos.

Na região os municípios que sofreram com o apagão foram Colatina, Marilândia, Pancas, São Roque do Canaã, Santa Teresa, Governador Lindenberg, Alto Rio Novo, Águia Branca, São Gabriel da Palha, Vila Valério e Barra de São Francisco.