NOTAER e SAMU: o voo pela vida não para no ES

0

Mesmo com a pandemia de COVID-19 que a sociedade vem enfrentando e com as medidas de isolamento social adotadas pelo governo, as equipes de serviço do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAER) da Secretaria da Casa Militar vêm atuando incessantemente em apoio à Secretaria Estadual de Saúde (SESA) e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (SAMU) do estado do Espírito Santo.

Para que se tenha uma ideia, apenas de sexta-feira, dia 27 de março, até esta segunda-feira (30) três missões aeromédicas foram realizadas com sucesso.

Na sexta, um cidadão que não portava documentos de identificação foi atropelado em Pedra Azul, Domingos Martins, às margens da BR-262, sendo abandonado no local com politraumatismo e um quadro de dano neurológico gravíssimo. Populares acionaram o SAMU que, diante do cenário, requisitou o apoio do NOTAER para o resgate aeromédico. O quadro da vítima era tão grave que foi preciso pousar na própria rodovia para agilizar o salvamento e aumentar as chances de sobrevivência do homem atropelado. Ele foi devidamente estabilizado e trazido para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), na capital capixaba.

Ontem, domingo, um idoso de 72 anos com quadro crítico de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico foi trazido de Anchieta, litoral sul do estado, para a capital Vitória. Sua situação era muito delicada e ele não suportaria o deslocamento terrestre de quase 90 quilômetros, que poderia agravar seu quadro de maneira irreversível. Assim sendo, após acionamento, a equipe do NOTAER realizou o transporte aeromédico em apoio ao SAMU, conduzindo o cidadão em segurança e com rapidez, em menos de 25 minutos, para Vitória, com pouso no heliponto da Rodoviária. De lá, o idoso foi transferido para o Hospital Central.

Já na tarde desta segunda, a equipe de resgate do NOTAER foi acionada para apoiar o SAMU em mais um transporte aeromédico – novamente de Domingos Martins, mas desta vez com destino para o município de Cariacica. Outro senhor de 72 anos sofreu um acidente vascular cerebral e necessitava da rápida remoção para a região metropolitana, a fim de receber os cuidados médicos especializados. As equipes seguiram então para a localidade de Campinho, onde a vítima havia recebido os primeiros cuidados no Hospital Maternidade Arthur Gerhardt e, após a estabilização necessária para o transporte aéreo, foi realizada a remoção para o Hospital Meridional, em Cariacica. Após cerca de 15 minutos de voo, o paciente já estava sob os cuidados da equipe médica do hospital de destino.

Cidadão capixaba: nossa missão continua. Não podemos e não devemos parar. Tenha a certeza de que venceremos mais esta jornada!
?????????
“EM NOSSAS ASAS, FORÇA E ESPERANÇA!”