Parceiros Lavrador de 19 anos disse que matou o taxista Leocádio por causa de R$ 5,00

0

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+image01O lavrador Demilson Francisco de Oliveira, 19 anos, que residia em Monte Sinai, Barra de São Francisco, declarou que matou o taxista Leocádio Correia Neto, por causa de R$ 5,00 e que estava sob efeito de álcool e drogas, no momento que se desentendeu com o taxista. Demilson disse que Leocádio cobrou R$ 15,00 pela corrida no dia 23 de maio de 2013, porém ele só tinha R$ 10,00 e se irritou quando o taxista pediu a diferença, momento que o acusado começou a golpear Leocádio com um facão, atingindo lhe as costas, cabeça, pescoço e chegando a decepar um dos dedos. Em seguida usou uma garrafa de álcool para atear fogo no corpo da vítima, porém a tentativa de atear fogo no corpo do taxista na verdade era uma forma de ocultar o cadáver.

Demilson disse ainda e que Wesley Félix da Silva, 24 anos, o ajudou a fugir de Barra de São Francisco para Belo Horizonte, onde trocaram o veículo do taxista em um outro carro.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+image-12Os delegados de polícia de Barra de São Francisco, Dr. Juliano Batista e Dr. Rodrigo da Silveira, aguardam o resultado do laudo para saber se quando atearam fogo em Leocádio, ele estava vivo ou não, e a forma como ele realmente morreu.

Os dois acusados que já confessaram o crime serão conduzidos para Barra de São Francisco onde serão ouvidos pelos delegados.