Taxista de Barra de São Francisco é assaltado. Polícia Militar prendeu os assaltantes e um casal com armas e munições

0

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+_MG_38800-300x199fonte /Site Barra

O taxista V.R.D.S, 40 anos, residente em Barra de São Francisco, chamou a polícia militar na manhã desta terça-feira, 20 de agosto de 2013, para denunciar um assalto.

Segundo o taxista, ele foi assaltado por três pessoas, que chegaram por volta das 5 horas no ponto de táxi, no centro de Barra de São Francisco e fretaram uma corrida para a cidade de Mantena.

Antes de chegar até a cidade mineira, um dos três acusados sacou uma arma, apontou para a cabeça do taxista e disse que era para ele ficar quieto, pois era um assalto. O taxista pediu ao assaltante que não o matasse, pois tinha filhos para criar.

Chegando em Mantena, na praça do bairro Nicoline, eles deram ordem para o taxista parar. Um dos acusados disse que era para os outros saírem, que ele iria atirar na cabeça do taxista. Nesse momento, um dos acusados, Agnaldo Meninim, pediu para que o mesmo não atirasse e deixasse o taxista ir embora, pois eles já haviam pegado o dinheiro (R$ 600, 00) e aparelho celular.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+_MG_38990

O taxista recebeu ordens para sair do local e passar por dentro, voltando para Barra de São Francisco. Ele andou por alguns minutos e retornou a Mantena, acionando a polícia militar daquela cidade. Os policiais de Mantena tentaram localizar os bandidos, mas eles já haviam fugido.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+_MG_38870

Em Barra de São Francisco, o taxista comunicou aos policiais militares da Motopatrulha, que logo em seguida, a partir das características, buscaram informações no bairro Estrela e prenderam Ronaldo da Silva, que já é acusado de homicídio e tentativa de homicídio no bairro Estrela em Barra de São Francisco, André da Silva, 28 anos, da Bahia, Agnaldo Meninim, e um casal que estava com várias armas e munições.

SiteBarra+Barra+de+Sao+Francisco+_MG_38810Contra Ronaldo da Silva, havia dois mandados de prisão, expedido pela justiça de Barra de São Francisco por homicídio ocorrido no bairro Estrela, no dia 25 de junho de 2013, onde matou o aposentado Adão; e tentativa de homicídio contra Gutemberg Gonçalves Caterinque, no mesmo dia, tentativa motivada pelo fato de Gutemberg ter comprado um aparelho celular de Ronaldo, que também é conhecido por “Ronaldo di menor”, e não querer pagar.

Os três foram autuados por assalto a mão armada e o casal foi autuado por posse de arma. O delegado arbitrou fiança de R$ 10 mil para o casal, sendo R$ 5 mil para cada.