Veja como Vila Paulista está reduzindo a violência na comunidade

0

Veja como Vila Paulista está reduzindo a violência na comunidade

A Polícia, através do coordenador, SGT Eliseu em parceria com a prefeitura Municipal, realiza várias atividades de resgate social, como o projeto ” Bom de Bola, Bom na Escola”
16/07/2014

WP_20140715_20_58_22_Pro-690x412

Os militares da Polícia Militar do destacamento de Paulista, Sargento Jesus e o Cabo Geso, promoveram ontem à noite, 15 de julho, para a Educação de Jovens e Adultos da Escola ‘Ascendina Feitosa’ de Vila Paulista, uma Palestras sobre os perigos das drogas para a saúde e para a sociedade. A palestra faz parte do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD).

Durante a fala do SGT Jesus, que está substituindo o SGT Eliseu, comentou sobre os tantos problemas, além de sociais, causados pelas substâncias ilícitas e também pelas lícitas. Jesus enfatizou que a maioria dos usuários de drogas proibidas começam pelo uso das não proibidas, como o cigarro e o álcool .

fonte/Redação Vila Notícias

Ao final da palestra, o militar citou o caso de um jovem, morador no bairro Colina,  que foi morto a poucos dias por envolvimento com drogas.

IMG_1033-870x319

“ Me pediram para direcionar ao bairro Colina porque havia um jovem baleado, quando cheguei lá o pai estava ao lado dele chorando e não queria que trouxéssemos o rapaz para o hospital. Convenci o senhor que era preciso para tentar salvar a vida do jovem, mesmo já sabendo que na verdade já estava morto. O pai pegou o filho nos braços e enquanto eu me dirigia ao hospital, ouvia o pai chorando e dizendo: ‘ Meu filho, tantas vezes que eu lhe pedi para largar desta vida’, entre outras lamentações. Homem foi educado para não chorar, mas como pai, chorei”. Confidenciou o Sargento.

Casos como esses são comuns na rotina dos policiais porque o caminho das drogas é a morte, destacou Jesus.

Vale lembrar que o trabalho feito pelo destacamento de Policial de Paulista tem rendido bons frutos. O que era comum, agora é raro de se ver como jovens dirigindo embriagados ou pessoas armadas em bares.

“A guerra do Afeganistão matou em 10 anos menos pessoas que o álcool em um ano no Brasil”. Pontuou ainda os militares.

A palestra fez parte do Projeto da Superintendência Estadual de Educação “Construindo a Identidade” que visa combater as drogas e a exploração sexual no município de Barra de São Francisco.