Veja momento da troca de tiros entre advogado e empresário no ES

0

Uma das câmeras mostra o advogado caminhando com o cachorro. Logo em seguida, Manoel aparece e, aparentemente, um aponta a arma para o outro

Câmeras de segurança flagraram parte da discussão que resultou na morte do empresário Manoel de Oliveira Pepino, de 73 anos, na Mata da Praia, em Vitória. Nas imagens, obtidas é possível ver a troca de tiros entre o idoso e o advogado Luis Hormindo França Costa, de 33 anos.

Uma das câmeras mostra o advogado caminhando com o cachorro. Logo em seguida, Manoel aparece e, aparentemente, um aponta a arma para o outro.

O idoso parece cair no chão e o advogado vai até ele. Não é possível saber, no entanto, se mais disparos foram efetuados depois que o empresário caiu.

Veja o momento da troca de tiros:

 

A troca de tiros aconteceu na noite de sábado (20) e teve início após Luis reclamar que o cachorro de Manoel, da raça Malamute-do-alasca, estava sem coleira e focinheira na rua.

Manoel foi morto com um tiro na cabeça e a mulher dele, Marília Pepino, relembrou que tentou impedir a tragédia e destacou que o advogado “descarregou dois pentes de arma” durante a confusão.

“A discussão começou aqui na praça. A gente estava sentado, ele (Luis) começou com as ofensas. Meu marido não tinha falado nada, nada com ele. Nada! Ele é que começou a falar: ‘Já falei, seu velho, para você colocar coleira nesse cachorro'”, disse Marília.

Foto: Leitor Whats/Folha

Manoel saiu da praça e foi em casa pegar a arma. Enquanto isso, Marília ficou no local e tentou novamente contornar a situação, pedindo que o advogado fosse embora. Ela relatou que os dois saíram atirando e foram para uma outra rua, onde Manoel acabou morto. No tiroteio, a casa e o cachorro foram atingidos.

“Ele (Luis) estava com uma arma com dois pentes. Ele descarregou os dois pentes, inclusive pegou aqui na minha casa, na vidraça, e pegou no cachorro. Meu cachorro está internado. E meu marido foi morto ali, com um tiro na cabeça. Foram muitos tiros”, relembrou.

Defesa diz que advogado atirou “para se defender”

A defesa do advogado Luis Hormindo França Costa, de 33 anos, preso em flagrante pela morte do empresário Manoel de Oliveira Pepino, de 73 anos, na Mata da Praia, em Vitória, afirma que ele agiu em legítima defesa.