Agente de combate a dengue é fotografado retirando lixo de terreno com recipientes com “Larvas de Dengue”

0

DSC05081 A dengue é uma doença grave e que pode matar.

Nesta quarta feira 08 de janeiro o jornal Sentinela Capixaba registrou um agente de Combate a Dengue  retirando de um terreno localizado no bairro Vila Gonçalves vários sacos de lixos com  recipientes que acumulam água principal criadouros do mosquito da dengue.

Parabenizamos a todos os agentes que se empenham como Alexsandro que  após ter identificado larvas em um recipiente dentro do terreno, entrou no lote coberto de mato e sozinho recolheu vários sacos de lixo de recipientes que poderiam se tornar criadouros da larva do mosquito.

DSC05082

Quando as águas das enchentes inundam os imóveis, após as águas baixarem, é necessário lavar e desinfetar, o chão, paredes, objetos e roupas atingidas, com solução de água sanitária, na proporção de um copo do produto para um balde com 20 litros de água limpa. Essa solução deve ser aplicada sobre as superfícies enlameadas e agir por 30 minutos. Após esse período a camada atingida pela solução deve ser removida e a operação repetida quantas vezes for necessário. A lavagem com água e sabão só deve ser realizada após a completa retirada da lama. Só executar essa desinfecção utilizando luvas, botas ou sacos plásticos duplos nos braços e pernas. Os alimentos que entraram em contato com a água da enchente devem ser jogados fora.

DENGUE – No verão os casos aumentam porque faz mais calor e chove muito, favorecendo o aumento da população do agente transmissor, o mosquito Aedes aegypti. Como são quatro tipos de um vírus, uma pessoa pode adoecer mais de uma vez e ter a dengue na forma mais grave ou hemorrágica. O mosquito se infecta picando uma pessoa doente e passando a contaminar outras pessoas. A fêmea deposita seus ovos em recipientes que contém água e 2 a 3 dias depois estes ovos transformam-se em larvas. O ciclo completo até virar mosquito adulto, dura de 30 a 45 dias;

Depositados na beira dos recipientes que acumulam água, os ovos, praticamente imperceptíveis a olho nu, podem resistir até 1,5 ano sem água, aguardando um descuido ou uma chuva para evoluírem para larvas e, posteriormente, para mosquitos. Como cerca de 80% dos focos do mosquito são encontrados dentro das casas, especialmente nos quintais, é imprescindível o cuidado permanente da população, durante o ano todo. Como não há vacina, a melhor maneira de prevenir a dengue é impedir que o mosquito se prolifere.

Sintomas
Os sintomas da dengue clássica são febre alta, fraqueza e prostração, dor no corpo e nas juntas, dor de cabeça e dores no fundo dos olhos. Se houver dois destes sinais mais a presença de febre alta, pode ser sinal de dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença.

Como prevenir
Veja algumas medidas para afastar o risco da dengue de casa:

  • Pratos de vasos: Retirar ou virar ao contrário. Outra alternativa é colocar areia grossa ou furar.
  • Vasos de plantas e flores com água: Retirar a água do vaso e colocar a planta em vaso com terra.

  • Tampinhas, latas e embalagens: Recolher em saco plástico, fechar bem e colocar no lixo.

  • Garrafas, baldes e vasos vazios: Cobrir e colocar em local protegido da chuva.

  • Bebedouro de animais domésticos: Lavar com esponja e sabão pelo menos duas vezes por semana. Guardar se for viajar.

  • Caixas d’água: Verificar a tampa e trocar se estiver quebrada.

  • Ralos: Devem permanecer sempre desentupidas e sem pontos de acúmulo de água.

  • Calhas: Desentupir e limpar para a água correr livremente.

  • Piscinas: Clorar a água e manter coberta quando não estiver em uso.

  • Entulhos de obras: Cobrir e colocar em local coberto ou colocar no lixo reciclávelDSC05079 DSC05084 DSC05083 DSC05080

  • DSC05079 DSC05078 DSC05077DSC05073 DSC05076 DSC05074