Polícia Ambiental constata degradação na estração de granito

0

No sobrevoo pela região, foram constatados 08 (oito) pontos de lavras (extração de granito), que foram fotografados e marcados no mapa

Nesta quinta-feira (06) a Polícia Militar Ambiental em operação conjunta com Idaf e Semma de Anchieta, com o apoio do Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo, sobrevoaram a região de Anchieta/Iconha, mais precisamente em Alto Pongal e Alto Joeba, onde segundo denúncia, próxima a nascente do rio Joeba, estaria acontecendo degradação ambiental por desmatamento de Área de Preservação Permanente (APP).

No sobrevoo pela região, foram constatados 08 (oito) pontos de lavras (extração de granito), que foram fotografados e marcados no mapa suas coordenadas, para em um segundo momento, utilizando veículos terrestres, acontecer visita sistemática das equipes de fiscalização a esses pontos de lavras, a fim de requisitar suas licenças ambientais e verificar qualquer dano ao meio ambiente, uma vez que tal exploração mineral, quando não regularizada e quando não obedecem as condicionantes de exploração, tal empreendimento possui alto poder degradador causando forte impacto ao meio ambiente como um todo.

A Lei de crimes Ambientais nº 9.605/98 Art. 55 diz: executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem autorização e ou licença, prevê: detenção de seis meses a um ano e multa, bem como aqueles que deixam de recuperar área pesquisada e ou explorada.

Área de Preservação Permanente em Anchieta

 

Foto: Divulgação.